Voto de confiança? Em Dilma?

PUGGINAPor Percival Puggina (foto)
O texto em questão leva um título bem alinhadinho e elegantemente palaciano: “Voto de confiança”. O quê? Voto de confiança? Quer dizer que não se deve cometer a leviandade de cobrar o que foi dito em campanha? Ora, leitor, isso me parece moral com agendamento, com data de vigência, segundo calendário eleitoral.

Deixe um comentário