Umberto Martins: Dívida e decadência do império americano

A novela da dívida americana teve um novo e dramático capítulo, protagonizado por Barack Obama. Durante entrevista coletiva, a segunda da semana, o presidente dos EUA renovou o apelo ao Congresso para elevar o teto da dívida pública, hoje em US$ 14,3 trilhões, e advertiu que “o tempo está se esgotando”.

Deixe um comentário