Saúde  

Um quarto da população nas capitais brasileiras tem hipertensão

.
timthuA pesquisa “Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico” (Vigitel) divulgada nesta terça-feira, 12, pelo Ministério da Saúde revela que 24,8% dos brasileiros que moram nas capitais do país sofrem de hipertensão. Na mesma pesquisa de 2013, o índice foi de 24,1%.

Os dados mostram que a doença atinge 26,8% das mulheres e 22,5% dos homens. Porto Alegre é a capital com a maior porcentagem de hipertensos, somando 29,5%, enquanto Palmas atingiu o menor índice, com 15,2%.

Dados que mostram os resultados da segunda etapa do Plano Nacional de Redução de Sódio em Alimentos Processados também foram divulgados. Após um acordo do Ministério da Saúde com a Associação Brasileira as Indústrias da Alimentação (Abia), alimentos que fazem parte do cardápio da maioria das crianças, como bolos, salgadinhos, biscoitos e batatas fritas, perderam até 10% da quantidade de sódio em suas composições.

Até o momento foram eliminadas das prateleiras dos supermercados quase 13 mil toneladas de sódio. Segundo o Ministério, o objetivo é reduzir mais de 28 mil toneladas de sódio de vários produtos até 2020.

A meta do governo, caso seja cumprida, terá impacto direto nos gastos do Sistema Único de Saúde. Além disso, a redução garantiria uma diminuição de 15% dos óbitos por AVC e 10% dos óbitos por infarto. Cerca de 1,5 milhão de pessoas ficariam livres de medicamentos e teriam a expectativa de vida aumentada em quatro anos.

Segundo dados da Vigitel, 48,6% dos brasileiros consomem quase 12 gramas de sal por dia. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de no máximo dois gramas diários de sódio, o que equivale a cinco gramas de sal.

Deixe um comentário