Brasil  

Tudo em família!

 Por Claudio Schamis – opiniaoenoticia.com.br

Demóstenes foi cassado. Ohhhhh!!! Mas já assumiu seu antigo cargo de procurador de Justiça em Goiás onde seu irmão, Benedito Torres, é o procurador-geral de Justiça daquele estado e quem teria o poder de demiti-lo por razões óbvias. E ele ainda tem direito a foro privilegiado. Mas aqui não é a história de Caim e Abel e sim dos irmãos Torres. Ou seja, ninguém vai trair ninguém. Mas de santo essa família não tem ninguém, pois Benedito já é investigado pelo Conselho Nacional do Ministério Público por suposto envolvimento com Cachoeira. Tá tudo em casa. Tudo em família. Irmão de peixe, peixe é.

E na outra ponta quem assume o cargo de Demóstenes, é Wilder Morais, que vem a ser ex-marido da atual esposa de Carlinhos Cachoeira. Será isso uma mera “Jesuscidência”?

E se tudo isso não faz parte da novela “Carlinhos Cachoeira o dono de Brasília?” E se tudo foi feito de caso pensado para chegar a esse ponto de termos um ex-marido num cargo estratégico para um golpe ainda maior? Tenho certeza que o novelo ainda não foi destrinchado e que ainda há mais coisa podre por ai com certeza.

Perillo paz e amor!

Pra que me convocar se eu sou que nem o Lula: Paz e amor?

Ainda tudo em família. Só pode ser. Nem que seja metaforicamente falando. Isso é coisa de pai para filho. Como depois de tudo que foi revelado, Odair Cunha, o relator da CPI diz que não há necessidade de reconvocar agora o governador de Goiás, Marconi Perillo? Quando será então? Quando surgir uma fita com a confissão dele? Ou uma foto dos dois dançando coladinho numa festa de final de ano? Ou talvez num baile de debutantes? Que provas mais serão preciso para enxergar o envolvimento de Perillo com Carlinhos, o Cachoeira?

Será que uma calça jeans usada por Cachoeira com o nome de Perillo no bolso de trás seria suficiente? Ou alguém ainda vai dizer que isso é moda de gente rica? Ou apenas amor?

Será que nesse jogo de receber contas de secretários de Perillo e de repassá-las à Delta, num verdadeiro jogo de Passa e Repassa o Silvio Santos estaria envolvido? Seria ele um testa de ferro de Carlinhos?

Na verdade tudo parece ser um jogo de quem protege quem e por quê.

Eu por mim mandava chamar uma galera da pesada: Sérgio Cabral (atual governador do RJ), Cavendish (ex-presidente da Delta), Pagot (ex-diretor do Dnit), Juquinha (ex-presidente da Valtec), e claro o Cachoeira. Todo mundo. Se quiser me chamar eu também vou. Sem problema nenhum.

Cassação providencial!

Depois da caça, o Senado entregue as moscas

Mesmo tendo cometido uma gafe de publicar no site do Senado a cassação de Demóstenes Torres mesmo antes de a votação ter sido iniciada, esse resultado demostrou que essa cassação na verdade já estava líquida e certa numa vã tentativa de limpar a imagem que nós fazemos do Senado. Não sei na verdade se adiantou. Ou se vai adiantar. Acredito ser preciso acontecer ainda muita coisa para que essa mancha saia do tapete do Senado.

Tenho plena certeza de que Demóstenes foi uma carta marcada para morrer. Demóstenes foi decapitado em prol de algo maior que ninguém sabe o que é. Será ele um mártir? Com ele cassado os ânimos se acalmam, os senadores entram de férias e quando voltarem…Bem quando eles voltarem…

O Senado apesar de tudo não teria coragem em não cassá-lo, mesmo tendo José Sarney como presidente.

Pra mim foi uma cassação cala a boca mané!

Tadinho do Collor!

Collor fica chateado e diz que não tem de onde tirar mais dinheiro

Depois das revelações de sua ex-mulher agora Rosane Brandão Malta no Fantástico, fiquei com pena de Collor. Como segundo ela mesma disse, um ex-presidente, um senador, dono de jornal e rádios pode ter a coragem de pagar somente R$ 18 mil de pensão? Afinal ela tem uma enorme casa para manter e ainda anda com um carro Gol que recebeu de presente do seu pai. Ou o senador Collor anda mal das pernas ou ele é muito mesquinho. Afinal não é todo mundo que consegue viver com R$ 18 mil por mês. A Rosane não consegue. Temos que respeitá-la. Afinal é uma ex-primeira dama. Será que Collor precisa de ajuda financeira, ou melhor, de um aumento salarial como senador, ou a sua ex é que precisa de um divã?

Greve da Educação!

Ninguém entendeu a equação do governo propondo esse novo aumento

Será mesmo que o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, está mesmo preocupado com o salário de fome e vergonha que tem um professor universitário? Acho engraçado que quando o aumento é para os outros e não para eles o impacto é sempre muito grande e inviável. Que é preciso fazer um sacrifício e aceitar muitas vezes a esmola oferecida pelo governo e da maneira como eles querem com planos mirabolantes para que em 2015 o salário esteja razoável. Como assim em 2015? Por que os reajustes de salários dos não políticos tem que vir sempre em doses homeopáticas? Qual é a mágica que faz com que o aumento de salário da classe política seja pago a vista sem dó nem piedade e sem pensar em nada?

Fica óbvio para nós, pelo menos para mim, que o nosso governo não vê com bons olhos professores motivados e com bons salários. Afinal pra que investir em educação num país onde quanto menos é melhor?

Falar em crise internacional para justificar um reajuste medíocre para poder proteger o emprego de trabalhadores que não têm estabilidade é muito bonito, chega a ser poético. Mas então por que eles não aplicam isso quando se fala em aumento de verba de gabinete ou dos próprios salários? Por que para eles um aumento continua tendo um jeitinho?

Salvem as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambiente fechado.

Deixe um comentário