Tucanos saem na frente na disputa pelas capitais

Por Rudolfo Lago e Fábio Góis – congressoemfoco.com.br

Analistas políticos costumam divergir sobre a influência que as disputas eleitorais nos municípios podem ter sobre o quadro político nacional. Para alguns, as eleições locais envolvem apenas lógicas próprias da competição política em cada rincão. Para outros, porém, as eleições municipais – especialmente nas capitais – podem ser um indicativo da disposição do eleitorado para as próximas eleições presidenciais dois anos depois. No mínimo, porque os prefeitos eleitos estarão entre os principais cabos eleitorais no pleito seguinte, e podem usar seu peso em auxílio a seus aliados.

 

Se esta última avaliação for a que prevalece, o PSDB tem, neste início de disputa pelas prefeituras, o que comemorar. Levantamento do Congresso em Foco a partir das pesquisas mais recentes divulgadas em cada capital mostra uma vantagem dos tucanos na corrida eleitoral deste ano. Se os resultados das urnas repetirem o que mostram esses primeiros levantamentos, os tucanos farão pelo menos cinco ou seis prefeituras de capitais (porque há um empate com o PMDB em João Pessoa na Paraíba). Em segundo lugar, estarão o PSB e o PDT, cada um com três prefeituras. E o PT, apesar dos altos índices de popularidade da presidenta Dilma Rousseff, e de seu antecessor, o ex-presidente Lula, estará no comando de apenas duas capitais brasileiras. Mesmo número do PMDB (que pode ficar apenas com uma caso perca a disputa que está empatada com o PSDB em João Pessoa).

O Congresso em Foco optou por considerar apenas as pesquisas mais recentes registradas nos Tribunais Regionais Eleitorais de cada estado, realizadas após a oficialização das chapas, no dia 5 de julho, uma vez que pesquisas mais antigas muitas vezes apontavam nomes que não se tornaram ao final candidatos. Em algumas capitais, não foram encontradas pesquisas com tal perfil. Assim, ficaram fora do levantamento Aracaju (SE), Boa Vista (RR), Florianópolis (SC), Macapá (AP), Palmas (TO), Rio Branco (AC) e Salvador (BA).

Veja aqui as pesquisas em cada capital

Outros destaques de hoje no Congresso em Foco

O PSDB lidera as pesquisas em Manaus (AM), com Arthur Virgílio; São Luís (MA), com João Castelo; São Paulo (SP), com José Serra; Teresina (PI), com Firmino Filho, e Vitória (ES), com Luiz Paulo Velloso Lucas. Cícero Lucena está em primeiro também em João Pessoa, empatado com José Maranhão, do PMDB.

De acordo com as pesquisas, o PSB está na frente em Belo Horizonte, onde o atual prefeito, Márcio Lacerda, tenta a reeleição; Cuiabá (MT), com Mauro Mendes, e Porto Velho (RO), com Mauro Nazif. O PDT encabeça as pesquisas de intenção de voto em Maceió (AL), com Ronaldo Lessa; Natal, com Carlos Eduardo Alves, e Porto Alegre, com o prefeito José Fortunatti.

O PT é líder em Goiânia (GO), com o prefeito Paulo Garcia, e em Recife (PE), com Humberto Costa. O PMDB, em João Pessoa (PB), com José Maranhão (empatado com o tucano Cícero Lucena), e com Eduardo Paes, que tenta a reeleição no Rio de Janeiro (RJ).

Os demais partidos que lideram pesquisas em capitais são: o Psol, com Edmilson Rodrigues, em Belém (PA); o PP, com Alcides Bernal, em Campo Grande (MS); o PSC, em Curitiba (PR), com Ratinho Junior, e o DEM, em Fortaleza (CE), com Moroni Torgan.

Em Natal, a maior vantagem

Em Natal, encontra-se a maior vantagem anotada. Na pesquisa realizada pelo Instituto Consult, encomendada pelo Sindicato da Construção Civil do Rio Grande do Norte, o candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves, aparece com 57,8% das intenções de voto. Seu adversário mais próximo, Rogério Marinho, do PSDB, tem apenas 8,3%.

No Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes, do PMDB, também aparece com grande vantagem para tentar a reeleição. De acordo com a pesquisa feita pelo Datafolha, ele tem 54%. Quem mais se aproxima dele é Marcelo Freixo, do Psol, com 10%.

Maior disputa é na Paraíba

João Pessoa, a capital da Paraíba, é a única capital em que a pesquisa mais recente registra rigoroso empate. José Maranhão, do PMDB, e Cícero Lucena, do PSDB, aparecem ambos com 27% das intenções de voto, de acordo com a pesquisa do Instituto Ipespe. Em seguida, vem o petista Luciano Cartaxo, com 12%. Manaus também é uma eleição apertada, com vários candidatos com chances reais de vitória, de acordo com a pesquisa. Segundo o Instituto Perspectiva, Arthur Virgílio lidera com 23%, seguido por Vanessa Graziottin, do PCdoB, com 20%. Serafim Correia, do PSB, está colado nela, com 18%. E Henrique Oliveira, do PR, não muito atrás, com 12%.

Em São Paulo, José Serra, do PSDB, tem 30%, mas o candidato do PRB, Celso Russomano, está próximo, com 26%. Em Curitiba, Ratinho Júnior lidera com 27% e é seguido de perto por Gustavo Fruet (PDT) e Luciano Ducci (PSB), ambos com 23%.

Deixe um comentário