Tucanos elogiam ‘novo’ desempenho de Serra

votebrasil.com

Os tucanos comemoravam ontem o tom de Serra no debate promovido pela Rede Record anteontem. Para o comando da campanha, a atuação de Serra foi emblemática dessa mudança que pretendem …

Na última semana da campanha presidencial, o candidato do PSDB, José Serra, tenta reproduzir o clima de “paz e amor” similar ao que havia nos primeiros meses do ano, quando liderava as pesquisas de intenção de voto.

Passou a dosar as críticas à adversária Dilma Rousseff (PT) e a delegar ao partido os ataques mais ácidos aos petistas, apostando nisso como receita para a passagem ao segundo turno da disputa.

Os tucanos comemoravam ontem o tom de Serra no debate promovido pela Rede Record anteontem. Para o comando da campanha, a atuação de Serra foi emblemática dessa mudança que pretendem imprimir até domingo.

Diferentemente do embate anterior, na RedeTV, o candidato não foi agressivo nem mostrou arrogância, avaliam. Teria conseguido expor os principais eixos da sua campanha, se mostrado propositivo, sem agredir a adversária. Pelo contrário. Chegou a assistir discussões entre Dilma e Marina Silva (PV).

Serra acatou a orientação do comando da campanha e não chegou a fazer questionamentos diretos à petista – o que, além de colocá-lo na posição de atacante, daria à rival a chance da última palavra na tréplica. O resultado, em mãos da equipe tucana, foi um desempenho vitorioso de Serra entre os grupos de eleitores monitorados pela campanha durante o debate de anteontem – Marina chegou a vencer apenas o segundo bloco.

“Serra está convencido de que, se bater, ele não cresce”, afirmou o presidente do PSDB e coordenador da campanha, Sérgio Guerra. Na semana passada, o partido colocou no ar vídeos que atacavam Dilma. Na tentativa de blindar a campanha, Serra chegou a dizer que as produções não tinham relação com a candidatura.

Os tucanos começaram a articular mudanças, preparando-se para o caso de um segundo turno. Na madrugada de ontem, Serra chegou a se encontrar com Guerra no Rio e conversaram sobre as articulações necessárias nos Estados e na estratégia para a nova fase da campanha. Guerra telefonou para as lideranças regionais do PSDB e pediu empenho nos Estados na reta final.

Encontro. O presidenciável participou ontem de encontro com eleitoras, organizado por sua mulher, Monica Serra, no Esporte Clube Sírio, em São Paulo. Pediu que elas multipliquem os votos e consigam convencer os indecisos na reta final. “Se cada um conquistar mais um voto, seriam votos demais. Quem puder conquistar 4 ou 5, maravilha. Sobretudo, quem for da área da saúde”, disse.

Do encontro no Sírio participaram o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o governador Alberto Goldman, o candidato do PSDB ao governo paulista, Geraldo Alckmin, a vice-prefeita Alda Marco Antonio. Monica Serra disse que o marido tem tudo para ir ao segundo turno: “Graças a Deus a verdade sempre vence, apesar de muitas mentiras por aí.” / COLABOROU ANNE WARTH

Julia Duailibi – O Estado de S.Paulo

Deixe um comentário