Mundo  

Trump diz que, se for eleito, expulsará refugiados sírios

.

‘Se eu perco, suponho que ficarão. Mas se eu ganhar, eles voltarão para casa’, disse Trump durante um comício

Em mais uma declaração polêmica, o pré-candidato à presidência dos EUA Donald Trump afirmou que, se for eleito, enviará os refugiados sírios de volta para seu país de origem.

trump-flickr-830x554Leia também: ‘Economist’ fala sobre a ameaça de Trump chegar à Casa Branca
Leia também: Donald Trump expulsa repórter latino de coletiva de imprensa
Leia também: Trump constrói hotel no Brasil, onde seus preconceitos não surtem efeito
Leia também: Trump diz que, se for eleito, deportará imigrante ilegais dos EUA
Leia também: Donald Trump: o Levy Fidelix da política americana

“Se eu perco, suponho que ficarão. Mas se eu ganhar, eles voltarão para casa”, disse Trump durante um comício realizado na cidade de Keene, em New Hampshire.

Trump argumenta que pode haver terroristas entre os refugiados. “Eles podem ser integrantes do Estado Islâmico. Não sei. Vocês já viram uma imigração como essa? São todos homens, e todos parecem fortes. Há muitos homens, mais que mulheres. E me pergunto: por que não estão lutando para salvar a Síria? Por que estão emigrando para toda Europa?”, questionou o pré-candidato à presidência norte-americana.

O pré-candidato pelo Partido Republicano disse ainda que há uma possibilidade de que os refugiados sejam um “exército terrorista disfarçado”. “As táticas militares são muito interessantes. Este poderia ser um dos maiores estratagemas de todos os tempos. Um exército de 200 mil homens, talvez. É uma possibilidade. Não sei se é assim, mas seria possível”, afirmou Trump.

O secretário norte-americano de Estado, John Kerry, afirmou recentemente que os EUA devem receber um total de 85 mil refugiados em 2016, incluindo 10 mil sírios.

Deixe um comentário