Brasil  

Troca de comando da PF gera surpresa entre delegados

.
Na última quarta-feira, 8, Leandro Daiello foi substituído pelo delegado Fernando Segóvia no cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal. A mudança pegou de surpresa delegados da antiga força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba. Alguns chegaram a ficar sabendo da novidade pela imprensa.

Segóvia é mais alinhado ao grupo político do presidente Michel Temer. Quando, no final de 2016, a Polícia Federal passou a reduzir verba para operação e o número de delegados da investigação caiu de nove para quatro, a substituição do cargo já era especulada.

Segundo o jornal Globo, um delegado, que não quis se identificar, acha que as principais mudanças vão acontecer mesmo nas equipes que atuam diretamente na sede do órgão.

Apesar da ligação política, a equipe tem uma imagem positiva de Fernando Segóvia por conta da sua atuação na primeira Lei do Desarmamento. Entre os políticos que lideraram sua campanha para vaga estão o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), ambos delatados na Operação Lava Jato.

Daiello ocupava o cargo desde 2011. Ele apoiava o diretor-executivo da corporação Rogério Galloro para ser seu sucessor. O nome chegou até Temer, mas sofreu forte resistência dos apoiadores de Sergóvia.

 

Fonte: Opinião&Notícia

Deixe um comentário