Temer diz que PMDB vai unido para convenção da executiva

Fonte: brasildefato.com.br

Presidente do PMDB e da Câmara, Michel Temer (SP) disse hoje que seu partido vai unido para a convenção que vai escolher o presidente e os integrantes da Executiva Nacional, marcada para sábado. Uma ala do partido tenta na Justiça adiar a reunião. Ontem (3), dois pedidos de adiamento foram negados pela Justiça do Distrito Federal.

– O partido vai unidíssimo. Vamos fazer uma convenção muito tranqüila, com uma unidade quase absoluta – mais de 90% do partido – disse

Assim, o nome de Temer pode ser fortalecido para a composição como vice de uma possível chapa com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, nas eleições de outubro. A ala contrária à aliança questiona a antecipação da convenção, inicialmente marcada para 10 de março.

– É uma precipitação da cúpula do partido – disse o senador Jarbas Vasconcelos (PE), um dos que fazem parte do grupo contrário à aliança.

O grupo acionou a Justiça, pedindo a anulação da convenção. Os dois pedidos foram negados.

– Foram duas ações na esperança de que se uma fosse negada a outra fosse concedida. E foram negadas conforme fundamentos, mostrando o acerto da posição que foi tomada pela comissão da executiva nacional designando o dia seis de fevereiro – defendeu Temer.

A convenção está marcada para sábado. A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, deverá comparecer.

Deixe um comentário