Saúde  

Sua saúde vai bem? Agradeça às suas 100 trilhões de bactérias

Durante anos as bactérias foram vistas como vilãs e tidas como responsáveis por infecções e doenças. Ou seja, algo que se deveria evitar a todo custo.

Mas agora, sob o olhar mais detalhado de pesquisadores, bactérias ganharam um papel de destaque que vai muito além da saúde e  da doença. Os 100 trilhões de bactérias benignas que habitam o corpo humano desempenham um papel vital na vida das pessoas.

Ninguém sabe muito sobre elas. São essenciais para a vida, necessárias para a digestão e para sintetizar alguns tipos de vitaminas. Além disso, elas protegem nosso corpo contra doenças causadas por bactérias malignas. Mas como elas são e como variam de pessoa para pessoa?

Em uma pesquisa norte-americana que levou cinco anos, como parte do Projeto Microbioma Humano, que foi comparado ao Projeto Genoma Humano, 200 cientistas de 80 instituições sequenciaram o material genético de bactérias extraídas de aproximadamente 250 pessoas saudáveis.

Eles descobriram mais colônias de bactérias do que imaginavam. Viram milhares de colônias em cada pessoa.

A cadeia de micróbios no corpo humano, o microbioma, varia de uma pessoa para outra. Para a surpresa dos cientistas, eles também encontraram assinaturas genéticas de bactérias causadoras de doenças habitando o microbioma de todas as pessoas analisadas. Mas ao invés de causar doenças ou infecções, essas bactérias vivem pacificamente no corpo humano.

Os resultados, publicados na última quarta-feira, 13,  na revista Nature e em mais três revistas científicas, prometem mudar o rumo das pesquisas.

Deixe um comentário