Sete destinos onde os turistas não são bem-vindos

Entenda por que, em algumas cidades, os turistas podem encontrar uma recepção menos cordial
 .
Sete destinos onde os turistas não são bem-vindos
Amsterdã acredita que qualidade de turistas é melhor que quantidade (Foto: Pixabay)

O turismo é um setor que movimenta a economia e gera renda. Ao redor do mundo, empresas e governos desenvolvem cada vez mais estratégia para atrair turistas, incentivando-os a gastar dinheiro no comércio local.

Nestes sete destinos abaixo, porém, a história é um tanto diferente. Seja por razões ambientais, políticas ou simplesmente relutância em aceitar forasteiros, tais lugares podem oferecer uma recepção não muito calorosa. Confira a lista abaixo, compilada pelo jornal britânico Independent:

Ilhas Koh Khai, Tailândia

koh-khai-nok

 

Há cerca de um ano, o governo tailandês decidiu restringir o acesso de turistas em três famosas ilhas do país: Koh Khai Nok, Koh Khai Nui e Koh Khai Nai. As ilhas, muito populares, já atraíram milhões de turistas de diferentes partes do mundo por conta de seus corais e biodiversidade marinha. Esse excesso de gente fez com que o Departamento de Recursos Marinhos e Costeiros do país tomasse uma drástica decisão: nada de turistas por lá.

Butão

to-go-blogs-turista-curioso-mosteiro-butao-2

Há pouco mais de 40 anos, o país, do sul da Ásia, abriu seus portões para visitação. Mesmo assim, não é tão fácil passar dias agradáveis por lá. Para conhecer a região, inúmeras exigências são impostas aos turistas, entre elas uma taxa de permanecia diária no país que gira em torno de 800 reais por pessoa.

Barcelona, Espanha

thinkstockphotos-158308055

Barcelona tem dificultado cada vez mais a visitação de turistas. Desde 2015, Ada Colau i Ballano, prefeita da cidade, busca alternativas para que a região receba menos gente de fora, entre elas o veto a licenças de novos hotéis e imóveis de temporadas e impostos que façam as pessoas pensarem duas vezes antes de querer conhecer a cidade.

Amsterdã, Holanda

Amsterdam

O diretor de marketing da cidade, Frans van der Avert, afirmou que muitas cidades europeias estão morrendo com o turismo. Para ele, aumentar a qualidade dos visitantes faz mais sentido do que receber milhares de turistas que estão interessados apenas em fazer de Amsterdã palco de festa.

Onsen, Japão

cbec670a215ef889f45dcbb45853583e

A região de Onsen é famosa por suas águas termais e casas de banho. Porém, o Japão ainda é um país onde tatuagens são um tabu, e pessoas com o corpo tatuado são terminantemente proibidas de usufruir dos benefícios de Onsen.

Santorini, Grécia

Colorful Oia Village at Santorini Greece

Colorful Oia Village at Santorini Greece

O número diário de visitantes que podem desembarcar em Santorini foi limitado a 8.000 turistas, por conta das centenas de cruzeiros que aportam na cidade todos os dias. Antes da medida, o movimento exagerado de turistas sobrecarregava a região.

Cinque Terre, Itália

maranola

Cinque Terre é considerada Patrimônio Mundial da Unesco e o incrível número de turistas fez com que autoridades locais repensassem formas de diminuir a visitação. Um dos planos é introduzir cobrança aos turistas que querem conhecer a área costeira.

Deixe um comentário