Serra e Russomanno têm candidaturas contestadas

Os dois primeiros colocados nas pesquisas eleitorais para a prefeitura de São Paulo, José Serra, do PSDB, e Celso Russomanno, do PRB, vão ter que dar explicações à Justiça Eleitoral. O Ministério Público de São Paulo pediu que as candidaturas de ambos sejam impugnadas.

Serra e Russomanno terão cinco dias para tirar as dúvidas do MP após serem notificados pela Justiça Eleitoral. Depois disso, o juiz tem até o dia 5 de agosto para julgar os dois casos.

O promotor Roberto Senise diz que Serra não apresentou certidões que mostrem em que fase estão processos que correm contra ele na 8ª e na 21ª Vara Criminal da capital e no Tribunal de Justiça. A assessoria do candidato tucano informou que ainda não foi notificada oficialmente.

Vereadores: 403 candidatos terão que se explicar

 

Já o caso de Celso Russomanno, segundo o promotor, “compromete a própria candidatura”. De acordo com o Ministério Público, Russomanno não pagou uma multa de R$ 5 mil por uma condenação em eleição anterior até o dia 5 de julho, prazo estipulado para os registros de candidatura.

Ainda segundo o MP, Russomanno pagou a multa nesta quinta-feira, 12. Senise disse que “o pagamento o habilita para disputar as eleições de 2014, mas não as deste ano”. O candidato do PRB contestou a decisão do MP, afirmando que a multa foi paga no ano passado.

Outros quatro candidatos à prefeitura da capital paulista tiveram seus pedidos de candidatura contestados pelo MP: Anaí Caproni, do PCO, Ana Luiza, do PSTU, Carlos Giannazzi, do PSOL, e Levy Fidelix, do PRTB. Entre os candidatos a vereador, 403 de um total de 1.191 também vão ter que dar explicações à Justiça Eleitoral.

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Deixe um comentário