Serra disse apostar em uma virada no segundo turno em Minas e diz que Aécio é o proximo presidente

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Em busca de uma vitória nas eleições, o candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, mostrou nesta quinta-feira, 14, apostar em uma virada no segundo turno em Minas Gerais – reduto do ex-governador Aécio Neves, cuja liderança política ampara o presidenciável. No segundo maior colégio eleitoral do Brasil, Dilma está com 46,98% das intenções de voto, contra os 34,18% tucanos.

Ao contrário da apatia do primeiro turno, Aécio – eleito senador por larga margem de votos – reuniu 398 prefeitos do estado, de um total de 853, em um encontro pró-Serra. A reunião revelou a nova estratégia tucana: combater o chamado voto “dilmasia”, que juntava Dilma Rousseff (PT) e Anastasia.

Orientado por Aécio, Serra se autoproclamou um municipalista, assumindo um compromisso em relação ao Fundo de Participação de Municípios (FPM). A campanha do tucano considera que o apoio dos prefeitos é fundamental para a reversão do quadro em Minas no segundo turno. “Quero ser o mais paulista dos mineiros e o mais mineiro dos paulistas”, disse Serra.

Sobre Aécio, o presidenciável tucano afirmou: “Trata-se de uma das figuras mais importantes da política brasileira. É o homem que vai ser presidente do Brasil um dia. É o homem que vai me ajudar muito neste segundo turno em Minas e no Brasil”. O PV é aliado de Aécio em Minas.

No encontro, houve farta distribuição de materiais de campanha. Já Aécio fez o ataque mais direto ao PT e ao governo federal. “O PT, sempre que teve que optar entre o interesse do Brasil e o interesse partidário, ficou com o interesse partidário”.

Deixe um comentário