Senador Jarbas Vasconcelos disse que foi investigado por membros do PMDB e Sarney disse que vai mandar apurar

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse neste domingo (8) que vai solicitar ao ministro da Justiça, Tarso Genro, que acione a Polícia Federal para investigar a denúncia feita pelo senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) sobre espionagem. Em matéria publicada pela revista Veja, o parlamentar disse que integrantes do PMDB teriam contratado uma empresa de grampos para vigiá-lo.
Em nota à imprensa, Sarney considerou a denúncia “gravíssima” e disse que o caso deve ser apurado “com rigor”. O presidente do Senado declarou ainda que irá oficiar também ao procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, para que o Ministério Público acompanhe as investigações da Polícia Federal.
Segundo a reportagem da revista, a espionagem teria por objetivo criar constrangimentos ao senador, que concedeu uma entrevista no mês passado na qual falou sobre corrupção no PMDB. “Já é inadmissível que arapongas vasculhem a vida de um senador da República. Mas é um escândalo descomunal imaginar que a contratação dos espiões tenha partido daqui , declarou Jarbas à revista.

Deixe um comentário