Senador Heráclito Fortes acusa Protógenes de trabalhar para uma ala do governo

Citado pela revista Veja numa matéria sobre investigações ilegais supostamente promovidas pelo delegado Protógenes Queiroz na operação Satiagraha, o 1º secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), afirmou, nesta segunda-feira, que o delegado faz uma investigação seletiva que serve a uma ala do governo. Além do senador, teriam sido grampeados diversos membros do alto escalão federal.
“Se você examinar o processo do Protógenes, vê que ele é seletivo. Escolheu o José Dirceu, a Ministra Dilma Rousseff. Ele escolhe pessoas conflitantes dentro do governo. No Congresso, ele procura pessoas que infernizam a vida do governo. É uma ação intimidatória. É uma ação irresponsável”, criticou.
O senador afirmou que vai abrir um processo por danos morais contra o Estado devido à inclusão de seu nome nas investigações realizadas pelo delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz durante a Operação Satiagraha. Heráclito afirmou que outro processo, também por danos morais, já está na Justiça contra o delegado.
Em seu blog, o delegado negou as acusações de que teria espionado integrantes do governo durante a Operação Satiagraha. A Polícia Federal revelou que deve divulgar, nos próximos dias, um relatório conclusivo sobre o processo o desvio de conduta do delegado federal Protógenes Queiroz.

Deixe um comentário