Se for mesmo tudo padrão Brasil, lascou-se então!

.
Por Claudio Schamis
.
dilma125A presidente Dilma anunciou que os aeroportos não têm padrão FIFA e sim padrão Brasil. E é nessa hora que a coisa enfraquece. É nessa hora que desejamos que a presidente continuasse como ficou sobre a compra de Pasadena: calada!

Ferrou-se tudo – melhor dizendo, f#@#@ – de verde e amarelo.

Se formos nos contentar com o padrão Brasil estamos lascados. Mal pagos – isso sempre fomos – e fadados a nos contentar com qualquer porcaria que nos é oferecida, pois esse é o padrão deles. Esse é o padrão Brasil. Mas não é o meu e nem o que eu quero para o neto do meu neto, pois a geração que vai conseguir ver alguma coisa boa tá longe ainda.

Se o padrão Brasil é pessoas morrendo na fila dos hospitais porque não existe médico, porque falta medicamento, porque o hospital do bairro está fechado e a pessoa tem que viajar para outra cidade, não é o padrão Brasil de Saúde que eu quero. Se o padrão Brasil é livros didáticos sendo jogados em terrenos baldios, creches que nunca saíram do papel, escolas que seriam construídas mas…., professores com uma remuneração vergonhosa, não é o padrão Brasil de Educação que eu quero. Se o padrão Brasil são transportes públicos cada vez mais velhos, sem conforto, sem quantidade suficiente para atender com o mínimo de dignidade quem depende deles para se locomover, não é o padrão Brasil de Transporte que eu quero. Se o padrão Brasil são pessoas que ainda vivem sem luz, sem saneamento básico, sem água, não é o padrão Brasil de Saneamento que eu quero. Se o padrão Brasil são políticos como os que temos nos dias de hoje, salvo algumas raras exceções, sinceramente, presidente, pega esse seu padrão e se muda para Cuba ou para a Venezuela com ele.

Esse seu papinho de que não está fazendo ampliações somente para a Copa, nem adormece mais o boi – trocadilho com o ditado popular, papo pra boi dormir. Muda o disco. Seja homem e assuma o que está fazendo. Seja macho.

Dilma, vai querer me convencer que se não fossem as exigências da FIFA, os estádios que estão sendo feitos e outros que estão passando por reformas seriam feitos e reformados da mesma forma, todos ao mesmo tempo, porque você acha que o futebol é a alegria do povo e que ele merece coisa de qualidade? Vai me dizer que o que se está gastando para melhorar o transporte público seria feito assim, agora? Ou se não fosse a Copa e as Olimpíadas em 2016 tudo isso poderia até ser feito, mas dentro de um planejamento cuidadoso? Ou você vai realmente assumir que fez porque a FIFA exigiu o mínimo para que desse ao Brasil a sede da Copa? Assume que fica menos feio.

Essa sua outra fala de que tudo será um legado que ficará é outra coisa irritante. É óbvio que ficará. Só falta a FIFA querer levar tudo junto com ela. Nada justifica nada.

A minha implicância é justamente essa, a de que tudo isso que está sendo feito não seria feito agora. Poderia até entrar no rol de suas promessas para mais quatro anos de escândalos e malfeitos, mas no final das contas não seriam feitas como estão sendo feitas. A sua preocupação foi atender a um pedido da FIFA e não a de dar ao povo, de quem você tanto fala, as coisas de que ele realmente precisa.

Por que não se fala em construção de hospitais, escolas, creches? O que a FIFA tem com isso? NADA. Nenhum dos torcedores que virão para o Brasil irão precisar de atendimento em hospitais públicos e nem precisarão deixar seus filhos em creches enquanto eles estão nos estádios com ingressos, bebidas e comidas a preços surreais e longe do alcance do seu povo que você diz tanto amar. Essa é uma Copa de elite.

Essa é a Copa da vergonha padrão Brasil. Aí sim eu concordo com o seu tal padrão Brasil.

Mas sei também que antes de mudarmos o tal padrão Brasil temos que ter a certeza de que o padrão de quem faz o Brasil seja também de outro padrão. Não adianta limpar o tapete se você continua com a sola do sapato suja de lama. Não adianta querer um país melhor se quem o governa é sem padrão e se contenta com o padrão que oferece. E o que é pior, acha que é o melhor padrão do mundo.

Na boa, tenta experimentar outro padrão Brasil e depois você me liga (ou pode ser por e-mail mesmo) e me diz.

Dirceu é OEA desde pequenino!

Se fosse piada eu ia chorar. Mas nem é piada e faz-me rir. O ex-ministro José Dirceu, atual morador de uma cela sem número na Papuda, vai recorrer do julgamento do mensalão na Comissão Internacional de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA). Além disso, seus advogados pedem a abertura de investigação contra o Estado brasileiro por violação de direitos humanos no julgamento do mensalão.

Eles alegam que não houve amplo direito de defesa. Como assim? Se defender de fatos concretos é meio difícil. Dizer que você não é você é um pouco demais da conta. Para ficar mais bonito seria até melhor você alegar que sofre de dupla personalidade e que foi o outro José Dirceu, o do lado mal, quem fez isso tudo ao mesmo tempo em que ele ameaçava o José Dirceu do lado bom. Vai que cola? Isso é mais plausível do que você insistir que não teve direito de se defender. Talvez seus advogados não tiveram argumentos diante de fatos claros. Já pensou nisso?

E pensar que ainda temos que ouvir isso de você, que é um pobre coitado…

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambiente fechado.

Deixe um comentário