Saída do comandante da PM do Rio é perda para a limpeza da corporação

Num gesto raro, o comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Mário Sérgio Duarte, pediu demissão do cargo diante do fato de um oficial por ele designado para o comando de um batalhão, o tenente-coronel Cáudio de Oliveira, ter sido indiciado como mandante do assassinato da juíza de Direito Patrícia Acioli.

Deixe um comentário