Brasil  

Romeu Tuma Jr. vai se afastar da Secretaria Nacional de Justiça

Por Mário Coelho – congressoemfoco.com.br

O secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr, afirmou nesta terça-feira que vai tirar férias de 15 dias para se dedicar à sua defesa à Comissão de Ética Pública da Presidência da República. De acordo com reportagem do jornal O Estado de São Paulo, ele é acusado pela Polícia Federal de ter ligações com o contrabandista Li Kwok Kwen, conhecido como Paulo Li, preso desde o ano passado. Tuma Jr pode estender o período por mais 15 dias.

Além de enfrentar à comissão de ética, ele também deve se preocupar com a Controladoria-Geral da União (CGU). Hoje, o órgão informou que instaurou, na última sexta-feira (7), procedimento preliminar, “no qual foram solicitadas informações ao ministro da Justiça sobre providências já adotadas, bem como o encaminhamento à CGU dos relatórios e demais informações de que disponha sobre o caso”.

De acordo com nota, essa é a primeira providência cabível no caso, “uma vez que, de acordo com as normas legais em vigor, cabe primeiramente ao ministério onde teriam ocorrido os fatos a instauração de qualquer medida apuratória de caráter administrativo disciplinar”. O ministro Jorge Hage, segundo a CGU, afirmou que o órgão está aguardando a manifestação do ministro da Justiça, que tem a competência originária para o caso e que certamente está avaliando as medidas mais adequadas.

Deixe um comentário