Saúde  

Risco muito alto de dengue em dez estados

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

A partir deste ano, uma ferramenta denominada Risco Dengue deve fortalecer ações de combate à doença.
 
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta quarta-feira, 1°, em entrevista coletiva na sede do Ministério da Saúde, que dez estados brasileiros correm risco muito alto de epidemia de dengue no primeiro semestre de 2011. Durante esse período quente do ano, a incidência da doença aumenta. Outros nove estados apresentam risco alto. O risco moderado é encontrado em outros cinco estados e no Distrito Federal.

Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e Sergipe são os que apresentam risco muito alto. Alagoas, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte, São Paulo e Tocantins apresentam risco alto.

Como forma de controle da epidemia, todos os municípios do país terão um novo indicador para monitoramento da dengue, com foco nos sorotipos 1, 2 e 3. Chamada Risco Dengue, a ferramenta consiste em cinco indicadores, três de saúde, um ambiental e outro demográfico. Para Temporão, o Risco Dengue possui a vantagem de ser mais sensível e permitir a detecção mais rápida do quadro epidemiológico nos “pontos quentes” ou regiões de risco maior.

Os critérios do mecanismo que servirão para identificar as áreas com maiores chances de desenvolvimento da epidemia são circulação do vírus, incidência da doença entre 2000 e 2010 e número de infestações. Somados a eles também contarão a densidade demográfica e dados sobre abastecimento de água e coleta de lixo.

Tipo 4

O ministro disse que nenhuma medida adicional será tomada para evitar a disseminação do sorotipo 4 da doença, que veio da Venezuela e afetou três pessoas em Roraima. Em Belém, outros 9 casos suspeitos foram analisados.

Deixe um comentário