Quem paga os advogados com que o Senador Heráclito Fortes me processa?

Autor:  Paulo Henrique Amorim

O Senador do DEMO do Piauí Heráclito Fortes me processa dia sim, o outro também.

Faz parte daquela turma que quer me calar pelo bolso.

Como o amigo dele, o passador de bola apanhado no ato de passar bola, o Daniel Dantas.

Encaminhei a pergunta ao presidente do Senado, José Sarney.

E até agora, nada.

Encaminhei também ao Ministro da Corregedoria Geral da União, Dr Jorge Hage, embora seu campo de atuação seja o Executivo.

Mas, ele prometeu me dar uma resposta.

Preocupado com a demora, hoje de manhã tomei duas providências.

Fiz a pergunta ao gabinete do Corregedor do Senado, senador Romeu Tuma: quem paga os advogados com que o Senador Heráclito me processa – ele mesmo ou eu, como contribuinte ?

De pronto, liguei para o gabinete do próprio senador Heráclito.

Travamos um diálogo à altura dos padrões do Senador: elevado, edificante, educativo.

A certa altura ele me perguntou quem pagava os meus.

Respondi que eu mesmo pagava.

O Senador também demonstrou interessante curiosidade: quis saber como comprei o meu apartamento de Nova York.

Expliquei que tinha comprado com o salário que recebi da Globo e da Bandeirantes (que ainda me deve dinheiro).

Percebi que ele não acreditou.

Na verdade, eu poderia ter acrescentado que são DOIS e não um apartamento.

Eles ficam na rua 87, entre a Madison e a Quinta, a dois quarteirões do Guggenheim.

Sorry, Senador.

A certa altura, num contexto não exatamente compreensível, o nobre Senador associou o meu nome ao substantivo “prostituta”.

Sugeri que ele dissesse isso em público.

Parece que ele não concordou, assim, de imediato.

Uma pena: eu teria bons motivos para processá-lo judicialmente, com a ajuda de advogados que pago com o MEU dinheiro.

Felizmente, os telefonemas do e para o Senado são gravados.

Espero que o nobre Senador, em nome da transparência, divulgue o teor desse augusto colóquio.

Paulo Henrique Amorim

Deixe um comentário