PV quer se rebelar contra Marina Silva e apoiar Serra

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Dirigentes do PV pretenderiam boicotar a convenção marcada para o próximo dia 17, cujo objetivo é decidir o apoio no segundo turno.

O comando do PV ensaia uma rebelião contra Marina Silva, ex-candidata à presidência da República, e pretenderia anunciar antecipadamente o apoio a José Serra. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, os dirigentes do PV reagiram negativamente às criticas de Marina sobre o apetite do partido por cargos. Eles pretenderiam boicotar a convenção marcada para o próximo dia 17, cujo objetivo é decidir o apoio no segundo turno.

Marina foi atacada em uma reunião organizada pelo presidente da sigla, José Luiz Penna, em Brasília. Participaram do encontro 20 pessoas, algumas delas com cargos no governo paulista e na Prefeitura de São Paulo.

A senadora, que ficou de fora da reunião, foi acusada de desrespeitar a cúpula do PV. “Estou espantado. Acho um absurdo a pessoa comentar isso de seus dirigentes, seus colegas, das pessoas que se dedicaram à campanha dela”, disse Marcos Belizário, secretário municipal da Pessoa com Deficiência em São Paulo.

Segundo a Folha, os diretores traçaram uma estratégia para minar os planos da candidata, que tende a se declarar neutra no segundo turno. O plano de Marina seria influenciar o debate eleitoral sem se comprometer em dar apoio ao PT ou ao PSDB.

Penna marcou uma reunião para a próxima quarta-feira, 13, o que poderia antecipar a decisão a ser tomada na convenção.

Deixe um comentário