Brasil  

PT e centrais sindicais organizam “ato contra golpismo midiático” em SP

Redação Portal IMPRENSA

Representações sindicais, partidos da base governista e movimentos sociais marcaram, para a próxima quinta-feira (24), um “Ato contra o golpismo midiático”, que será sediado no auditório do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJSP). O encontro pretende militar contra o que classificou de “ofensiva antidemocrática” da mídia, que objetiva levar o candidato tucano à Presidência, José Serra, ao segundo turno.
O evento divulgado pelo PT – presidido por José Eduardo Dutra – acusa a imprensa de “castrar o voto popular”, “deslegitimizar as instituições” e destruir a democracia. O convite, no entanto, não faz qualquer menção as denúncias que contribuíram para a queda de Erenice Guerra, ex-ministra chefe da Casa Civil.
“Conduzida pela velha mídia, que nos últimos anos se transformou em autêntico partido político conservado, essa ofensiva antidemocrática precisa ser barrada. No comando estão grupos de comunicação que, pelo apoio ao golpe de 64 e à ditadura militar, já demonstraram seu desapreço pela democracia”, diz o texto.
No anúncio do ato, segundo informa o jornal O Globo, o PT afirma que a a imprensa busca “forçar a ida do candidato do PSDB ao segundo turno”. O convite sublinha, ainda, que “boatos de campanha” indicam que “o jogo sujo” irá pior até a eleição.
Estão confirmadas as presenças de políticos petistas e de coligações do partido, como PDT, PC do B e PSB. Pelo lado das lideranças sindicais e movimentos sociais, CUT, Força Sindical, CTB, CGTB, MST e UNE.       
            

 

Deixe um comentário