Psicóloga acusa Bolsonaro de deturpar sua opinião

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) pode terminar o ano novamente com uma ação no Conselho de Ética da Câmara. Mais do que isso, pode vir a ser investigado pela delegacia de crimes cibernéticos da Polícia Federal. Participantes  um seminário intitulado “Respeito e diversidade se aprende na infância”, acusam o parlamentar de ter feito uma edição em que, as declarações, fora do contexto, serviriam para o que o parlamentar diz ser uma defesa em prol da legalização da pedofilia e da homossexualidade.

Deixe um comentário