PSDB isola Azeredo para não manchar Aécio

Por Leandro Mazzini – escritor e colunista do Opinião e Notícia

A cúpula do PSDB e até aliados isolaram o deputado Eduardo Azeredo, ex-governador de Minas e ex-presidente do partido, após a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República por peculato e lavagem de dinheiro. A ideia dos tucanos é distanciá-lo do presidenciável Aécio Neves e apontar caso isolado e caixa 2, e não mensalão. Dia 18 de novembro fora dado o primeiro sinal para Azeredo. Ele não foi convidado pelo partido para o encontro de governadores em Poços de Caldas (MG).

Limpeza

O governo de MG vai limpando o caminho de Aécio. Dias antes da denúncia do PGR, a Polícia Civil prendeu Marco Carone, do Novo Jornal, que divulgou a ‘Lista de Furnas’.

Limpeza 2

Dia 31 de janeiro, após a prisão, duas viaturas da Civil saíram lotadas de documentos e computadores da redação do Novo Jornal em BH, considerado de oposição ao PSDB.

Guerra de versões

Segundo Azeredo, a famigerada ‘Lista de Furnas’, com lista do chamado Mensalão Tucano, é uma farsa. Carone foi preso por estelionatário, que jura perseguição.

Arma na mão

Ninguém discutiu até agora o controle da venda de rojões como o que matou o cinegrafista da Band. Há um ano, dia 20 de fevereiro, um sinalizador, material similar, atingiu e matou Kevin Espada num estádio na Bolívia. Em 1989, a torcedora Rosenery Melo entrou com foguete no Maracanã e o atirou perto do gol de Rojas, do Chile…

Memória

A investigação sobre a morte de Kevin foi arquivada pela polícia boliviana em agosto do ano passado, após meses de prisão dos corinthianos. O culpado não foi encontrado. O pitoresco caso Rosenery tornou-se a ‘cara’ do Brasil: ela posou para a Playboy.

Onde tem fumaça…

A Polícia ganhou motivo para aprofundar a investigação sobre a morte do cinegrafista Santiago Andrade. Caio Souza, o Black bloc preso, disse ao advogado que os jovens são aliciados por R$ 150 por protesto. Há suspeita de financiamento por partido político.

Primeiro cadáver

O primeiro cadáver dos Black blocs no mundo foi um deles, o italiano Carlo Giuliani, 23, assassinado com tiro na cabeça em 2001, em protesto durante do G8 em Gênova.

Verde ou Trabalhista

Luiz Fernando Pezão, que disputará o governo do Rio pelo PMDB, negocia um vice na chapa com o PDT ou o PV. Quer tirar pelo menos um aliado do PT e do PSDB.

Estatuto da Família

O presidente da Câmara, Henrique Alves, determinou a instalação da Comissão Especial do PL 6583/13 que trata do Estatuto da Família. Espera-se um embate entre evangélicos e feministas, porque um ponto prevê a criminalização mais dura do aborto.

Fim da vaquinha?

Com o sucesso de arrecadação (suspeita) dos mensaleiros, o deputado tucano João Campos (GO) apresentou projeto de lei que altera o Artigo 50 do Código Penal para proibir a ‘vaquinha’ para pagamento de multas de condenados pelo poder judiciário.

Cofre & Justiça

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), teve de apelar ao STF para que a Justiça lhe desse o direito, por liminar, de acesso ao ProInveste do governo federal, pelo qual pedira R$ 817 milhões mas não levara. A União alegara que os prazos estouraram.

Chame o Dr. Fidel!

Aconteceu no Piauí, revelou o Diário do Povo: uma médica cubana de 40 anos surtou ao descobrir o valor do seu contra-cheque. Esperava ganhar muito mais. Levada para Teresina, foi internada no Hospital Psiquiátrico Areolino Abreu.

Adiós

A médica, que teve identidade preservada, passou os últimos 10 dias internadas, teve alta e foi devolvida para Havana.

Panela de Pressão

Uma página do Facebook convoca manifestantes para o que chamam de ‘aula-comício’ da pré-candidata Gleisi Hoffmann (PT), na sexta, na Universidade de Maringá.

Ponto Final

Alô, Polícia, cadê a ‘ativista’ Sininho, que criticou a imprensa e propôs consultoria advocatícia aos assassinos do cinegrafista?

Com Luana Lopes e Equipe DF e SP

Deixe um comentário