Produzir no Brasil é 23% mais caro do que nos Estados Unidos

.
tiA produção da indústria brasileira é 23% mais cara do que a dos Estados Unidos. O custo subiu 26% nos últimos dez anos, já que em 2004 produzir no país era 3% mais barato do que em território norte-americano, de acordo com estudo divulgado pela consultoria The Boston Consulting Group (BCG). O resultado evidencia queda na competitividade da indústria brasileira no período.

A pesquisa avaliou a produção dos 25 principais exportadores do mundo, analisando os critérios: salário, produtividade do trabalho, custo da energia e taxa de câmbio. A consultoria apontou que o país está menos competitivo nos quatro pontos analisados. Os custos para produzir no Brasil também estão maiores do que em outros emergentes, como na China, na Índia, no México e na Rússia.

A produção brasileira está entre as mais caras do mundo em relação aos EUA, sendo mais oneroso produzir somente na França, na Suíça e na Austrália, nesta ordem. A produção mais barata fica na Indonésia, onde o valor é 17% menor do que nos EUA.

Custo brasileiro

O que mais pesa na conta brasileira são os custos com a mão de obra, que representam 36,2%, explicados por altos salários aliados à fraca produtividade. A eletricidade, que tem peso de 3,1%, e o Gás Natural, que representa 5,2%, também contribuíram para o aumento, já que sofreram elevação nos preços.

Entre 2004 e 2014, a produtividade cresceu apenas 1% ao ano, o que pode ser explicado por falta de investimentos e de mão de obra qualificada, infraestrutura inadequada e burocracia excessiva. A consultoria classificou o Brasil como parte do grupo “sob pressão” ao lado da China, Rússia, República Tcheca e Polônia.

 

Deixe um comentário