Brasil  

Procurado pela Interpol, operador da Odebrecht vai ao cinema na Suíça

.
images_cms-image-000441432O suíço-brasileiro Bernardo Freiburghaus foi com a família assistir a Jurassic World neste domingo, em um dos cinemas mais movimentados do centro de Genebra, para onde se mudou depois da deflagração da Operação Lava Jato; ele é investigado na nova fase e identificado como operador de propinas da Odebrecht; questionado sobre seu nome estar na lista vermelha da Interpol, a polícia internacional, comentou: “É, a vida não está fácil”

Bernardo Freiburghaus, identificado pelos investigadores da Lava Jato como operador de propinas da Odebrecht, tem o nome na lista vermelha da Interpol, a Polícia Internacional, mas não se esconde em nenhum local misterioso.

 

Fonte: Brasil 247

Deixe um comentário