Preso e após renúncia, Costa Neto vai receber mais de R$ 16 mil

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Após ter sua prisão decretada nesta quinta-feira, 5, o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado no julgamento do processo do mensalão, renunciou ao seu mandato como parlamentar.

Leia também: STF manda prender mais quatro réus condenados no mensalão

Eleito pela primeira vez em 1991, Costa Neto se aposentou em 2005. Em 2007, quando foi novamente eleito, deixou de receber a aposentadoria porque não é permitido acumulá-la com o subsídio parlamentar. A nova renúncia permite que Costa Neto volte a receber o benefício.

O STF determinou nesta quinta-feira, 5, a prisão de mais quatro réus condenados no mensalão. Além de Costa Neto, a lista inclui os ex-deputados federais Bispo Rodrigues e Pedro Corrêa, e ex-vice-presidente do Banco Rural Vinícius Samarane. Todos já se apresentaram à Justiça.

A publicação da renúncia de Costa Neto deve acontecer nesta sexta-feira, 6. O pagamento do salário e da cota parlamentar do então deputado será suspenso, e os funcionários de seu gabinete serão exonerados.

Deixe um comentário