Presidente do PMDB defende enxugamento de 10 dos 38 ministérios

Desde o início do governo, a presidente trocou três ministros do PMDB. Os primeiros indicados do PMDB para Turismo e Agricultura deixaram os postos depois de denúncias de irregularidades. Nelson Jobim deixou a Defesa…

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), defendeu nesta segunda-feira (10) um corte no número de ministérios. Segundo ele, pelo menos dez pastas poderiam ser excluídas ou integradas.

Atualmente, o primeiro escalão conta com 38 ministros e há a intenção do Palácio do Planalto de criar uma pasta para Micro e Pequena Empresa. Uma das fusões, segundo Raupp, poderia ocorrer entre Previdência e Trabalho.

“É sempre bom enxugar um pouco os ministérios. Eu sou favorável a um enxugamento de uns 10 ministérios”, afirmou.

Principal aliado do governo Dilma Rousseff, o PMDB tem hoje cinco ministérios: Minas e Energia, Turismo, Agricultura, Secretaria de Assuntos Estratégicos e Previdência.

Desde o início do governo, a presidente trocou três ministros do PMDB. Os primeiros indicados do PMDB para Turismo e Agricultura deixaram os postos depois de denúncias de irregularidades. Nelson Jobim deixou a Defesa depois declarações polêmicas.

Questionado se a presidente teria apoio político para fazer uma reforma que atingisse o número de ministérios, inclusive do PMDB, Raupp disse apenas acreditar que essa é uma medida necessária.

Para o senador, a saída seria reduzir o tamanho dos aliados no primeiro escalão pela metade. A base governista é composta por 14 partidos.

“Quem tem quatro [ministérios] ficaria com dois, quem tem dois ficaria com um, quem tem um fica com zero. Eu sou a favor de um enxugamento”, disse.

Fonte: votebrasil.com

 

Deixe um comentário