Presidente da Atricon diz que corrupção encarece obras

antoniojoaquimAtriconO presidente da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil, Antônio Joaquim Moraes Neto, criticou  a possibilidade de as atividades do Tribunal de Contas da União, como a paralisação de obras, sejam limitadas. Para ele, o autor das propostas pelo senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), contribui para a corrupção no Brasil, ainda que sem intenção.

Deixe um comentário