Prefeito de São Paulo é o Homem-Borracha ideológico

Por Ricardo Setti

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), é o perfeito Homem-Borracha ideológico do quadro partidário brasileiro.

Famoso pela frase genial, irrepetível, de que o partido que fundou depois de deixar o DEM, o PSD, não é “nem de esquerda, nem de direita, nem de centro”, o prefeito continua firme em sua coerência incoerente.

Capaz de contorcionismos políticos de mestre, e dotado do velho afã fisiológico da política brasileira de, sempre que possível, manter um pé em cada canoa — mesmo que elas sejam mais de duas –, Kassab, cria político do presidenciável José Serra (PSDB), anuncia que estará a seu lado na disputa por sua sucessão na Prefeitura de São Paulo.

(O ex-presidenciável anunciou formalmente sua pré-candidatura e sua intenção de disputar as prévias internas que o partido realizará. 

Ao mesmo tempo, porém, ressalvou hoje, com todas as letras, que o apoio a Serra — candidato de um partido de oposição ao governo federal — não prejudica seu relacionamento com a presidente Dilma Rousseff.

A postura diante do governo Dilma, assegurou, é de “independência”.

Compreensivo, no entanto, o prefeito disse que qualquer integrante do partido que for convidado para um eventual ministério pode aceitar sem problemas.

Ufa!

Deixe um comentário