PP é protagonista nos desvios na Petrobras, diz doleiro

Fonte: Congresso em Fococo
.

janeneBernardoHelioAgenciaCamaraO Partido Progressista (PP) é protagonista do esquema de desvio de dinheiro da Petrobras. De acordo com depoimentos do doleiro Alberto Youssef à Polícia Federal, “só sobram dois” no partido, um dos integrantes da base de Dilma Rousseff, que não estão envolvidos no caso. Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada nesta segunda-feira (1) sustenta que o doleiro voltou a citar integrantes do partido no processo de delação premiada.

Por conta dos depoimentos de Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, a força tarefa que investiga o esquema acredita que os desvios na estatal acontecem há pelo menos 15 anos. Ou seja, iniciou no fim do governo Fernando Henrique Cardoso, passou pelos dois mandatos de Lula e chegou no governo Dilma. O principal articulador do esquema era o ex-deputado José Janene (PP-PR) (foto), morto em 2010.

De acordo com o Estadão, o modelo criado por Janene, que ganhou força a partir de 2004, consistia em concentrar as propinas em um diretor, e não em diversos funcionários da estatal. O presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), preferiu não comentar. Já o ex-deputado e ex-ministro das Cidades Mário Negromente, cujo irmão Adarico Negromonte foi preso na sétima fase da operação, acrescentou que “ninguém mais pode duvidar disso”.

Leia a íntegra da matéria

Mais sobre a Operação Lava Jato

 

 

Deixe um comentário