Brasil  

Por falta de propostas, leilão do trem-bala será adiado

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Propostas deveriam ter sido entregues até as 14h desta segunda-feira.
 
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) não recebeu nesta segunda-feira, 11, nenhuma proposta para o leilão do trem-bala. Com isso, o governo terá que adiar a data do leilão, que estava marcado para 29 deste mês. No entanto, a nova data ainda não foi divulgada pela agência.

Leia também: Leilão do trem-bala é adiado pela segunda vez

As propostas deveriam ter sido entregues até as 14h desta segunda. Uma comissão iria receber os documentos, em envelopes lacrados, que seriam encaminhados nesta tarde à ANTT e abertos no dia 29. Venceria quem oferecesse a menor tarifa para os serviços, a partir de uma tarifa-teto fixada em R$ 199,73.

No entanto, os grupos que detêm tecnologia, e que estavam interessados em atuar como fornecedores, estiveram na Bovespa nesta tarde para verificar se havia ou não interessados no empreendimento — entre eles estavam franceses da Alstom, japoneses da Mitsui e sul-coreanos, além de dois outros grupos que não quiseram se identificar.

O custo do projeto, calculado pelo governo, estaria em torno de R$ 38 bilhões. O governo se compromete a ser sócio com cerca de R$ 4 bilhões, emprestaria outros R$ 22 bilhões via BNDES (com possibilidade de subsídio de R$ 5 bilhões) e colocaria ainda recursos estimados no mercado entre R$ 3 bilhões e R$ 5 bilhões, via fundos de pensão e empresas públicas.

O projeto do trem-bala prevê a ligação das cidades de Campinas, São Paulo e do Rio de Janeiro. Com cerca de 500 quilômetros de extensão, vai passar por aproximadamente 40 municípios.

 

Deixe um comentário