Brasil  

Polícia Federal indicia Dantas e mais 13 por crimes financeiros

Por Fábio Góis – publicado no site congressoemfoco.com.br

A Polícia Federal anunciou nesta segunda-feira (27), no âmbito da operação Satiagraha, o indiciamento de 13 pessoas suspeitas de praticar crimes financeiros, entre eles formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gesta fraudulenta e empréstimo vedado. Um dos indiciados é o economista Daniel Dantas, dono do grupo Opportunity, foco das investigações da PF.
Dantas, que já foi condenado a dez anos de prisão, em primeira instância, pelo juiz federal Fausto De Sanctis, compareceu hoje (27) à sede da PF em Brasília, mas permaneceu em silêncio durante todo o depoimento, por orientação do advogado. A defesa alega que o inquérito transcorre de forma arbitrária, e que a operação Satiagraha foi marcada por “ilegalidades”.
Segundo nota à imprensa divulgada pela PF, “até o final desta semana” um relatório conclusivo sobre as investigações da Satiagraha deve ser apresentado a um juiz da 6ª Vara Federal de São Paulo, responsável pela aplicação de sentenças em cada um dos casos.
Ao todo, informa a PF, o inquérito concluído na última quinta-feira (23) levou ao indiciamento de 24 suspeitos pela prática de diversos crimes financeiros (evasão de divisas, operar instituição financeira sem autorização, falsidade ideológica, fraude na Administração de Sociedade Anônima e formação de quadrilha).
A nota registra ainda que a PF não se pronunciará sobre os autos do inquérito, uma vez que o processo transcorre sob segredo de Justiça (leia a íntegra abaixo). Além de Dantas, outros cinco diretores do Opportunity também foram interrogados e indiciados pela PF, incluindo a irmã do banqueiro, Verônica Dantas.

Grampos
Na semana passada, o relator da CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas da Câmara (CPI dos Grampos), deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), livrou de indiciamento tanto Daniel Dantas quanto o delegado Protógenes Queiroz, primeiro responsável pela condução da Satiagraha – da qual foi afastado por suspeita de prática de interceptação telefônica ilegal, entre outros supostos excessos. Também foram livrados do parecer do petista ex-diretores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) acusados de ter dado suporte a Dantas na operação.
Embora não tenha enquadrado alguns dos investigados pela CPI, Pellegrino pediu ao Ministério Público que aprofundasse as investigações sobre pessoas já indiciadas nas operações Chacal e Satiagraha, entre elas Dantas e Protógenes (leia).

Confira a nota da PF sobre os indiciamentos:

“NOTA À IMPRENSA”
BRASÍLIA/DF – A Polícia Federal indiciou nos autos do inquérito 12.235/2008 (Operação Satiagraha) 13 pessoas investigadas pela prática dos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão fraudulenta, empréstimo vedado e formação de quadrilha.
O relatório final da investigação deverá ser entregue ao juiz da 6ª Vara Federal de São Paulo até o final desta semana.
Também foi encerrado na última quinta-feira, o inquérito 12.234/2008, derivado da Operação Satiagraha, no curso do qual foram indiciadas 24 pessoas pelos crimes de evasão de divisas, operar instituição financeira sem autorização, falsidade ideológica, fraude na Administração de Sociedade Anônima e formação de quadrilha.
O ministro da Justiça foi informado esta manhã sobre os indiciamentos e a conclusão das investigações.
A Polícia Federal não se manifestará sobre os inquéritos, tendo em vista que os procedimentos permanecem sob segredo de Justiça.”

Deixe um comentário