Brasil  

PM destaca 10 mil homens para fazer segurança no carnaval

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O esquema de segurança do carnaval no Rio de Janeiro contará diariamente com mais de 10 mil policiais militares em todo o estado, entre sexta-feira (12) e a Quarta-feira de Cinzas (17). Segundo a PM, o efetivo total é 4,6% maior do que o empregado no carnaval do ano passado.

De acordo com o coordenador de comunicação social da PM, coronel Henrique de Lima Castro, isso foi possível devido a mudanças estruturais que ocorreram na polícia no ano passado, quando cerca de dois mil policiais licenciados ou lotados em funções administrativas voltaram a trabalhar no policiamento ostensivo e preventivo – atividade fim da policias militares.

Para dar segurança ao Sambódromo, onde desfilam as principais escolas de samba cariocas, a PM contará com 847 homens nos dias dos desfiles principais. No entorno do Sambódromo, ficarão mais cerca de 600 homens.

Ao contrário do que ocorreu nos últimos anos, não haverá ocupação policial das comunidades do entorno do Sambódromo. Os PMs ficarão apenas no entorno desses localidades, controladas por quadrilhas, numa ação chamada de “asfixia”.

Além do Sambódromo, a polícia tem preocupação especial com os blocos de rua, já que, a cada ano, essas agremiações vêm atraindo mais foliões. Neste ano, estão previstos desfiles de 486 blocos, a maioria no centro e na zona sul.

“Os blocos de rua têm crescido bastante. Como não tem uma estrutura tão organizada [como as escolas de samba], o bloco de rua me preocupa até mais [que o Sambódromo]. Mas a prefeitura está buscando uma parceria muito boa com o estado e a Polícia Militar para minimizar esses problemas. A situação tem melhorado bastante”, disse o coronel.

A Polícia Militar também prevê um esquema especial para as praias, vias expressas e rodovias do estado. Para policiar esses locais, serão usadas três aeronaves. Nas rodovias, a PM ainda fará uma parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para que possam ser identificados, com o uso de uma câmera em tempo real, carros com documentação irregular ou veículos roubados.

Para cada um dos jogos das semifinais da primeira fase do Campeonato Carioca, que ocorre no sábado (13) e na quarta-feira (17), serão destacados quase 700 policiais no Estádio do Maracanã e no seu entorno.

Deixe um comentário