Brasil  

Petrobras confirma importação de gasolina para compensar redução na oferta de álcool

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Petrobras confirmou hoje (18), por meio de nota, que decidiu importar 1,2 milhão de barris de gasolina para fazer frente ao aumento da demanda pelo produto, causado principalmente pela redução na oferta de álcool no mercado.

Segundo a estatal, também houve aumento no consumo de gasolina pela redução no percentual de álcool anidro adicionado à gasolina, que passou de 25% para 20%, determinada pelo governo para elevar a oferta de álcool e conter o preço do produto nas bombas.

A empresa destacou que a importação de gasolina foi pequena, diante do consumo nacional, e causada pelo crescimento na demanda este ano: “Esta importação foi esporádica, aproveitando condições favoráveis de mercado e representa apenas o consumo de três dias, nas condições atuais de demanda aquecida. Em função da redução da oferta de etanol houve, nos dois primeiros meses de 2010, um crescimento entre 15% e 20% no consumo de gasolina em relação ao mesmo período de 2009”.

A estatal explicou que haveria condições de produzir a gasolina extra necessária, mas que isso afetaria a fabricação de outros produtos: “As refinarias da Petrobras têm condições de aumentar a produção de gasolina, porém reduzindo os volumes de diesel e nafta (matéria prima petroquímica) que são, em parte, importados. A opção mais econômica foi manter a produção desses dois derivados, cuja importação é mais onerosa, e fazer essa importação esporádica de gasolina automotiva”.

De acordo com a Petrobras, a chegada da safra de álcool, nos próximos meses, deverá regularizar a demanda por gasolina. Ainda segundo a estatal, a importação do produto não causará impacto nos preços aos consumidores.

Deixe um comentário