Parlamentares pedirão a Janot a cabeça de Cunha.

.
images_cms-image-000454204Grupo de senadores e deputados, liderado pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), irá ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quinta-feira 3 para entregar representação cautelar pedindo o imediato afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara, enquanto durarem as investigações da Operação Lava Jato; Cunha foi denunciado por Janot pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por envolvimento no esquema da Petrobras; manifesto assinado por 35 deputados já pedia a saída de Cunha na semana passada.

Os parlamentares requerem o afastamento enquanto durarem as investigações da Operação Lava Jato, das quais Cunha é alvo.

Janot denunciou o peemedebista pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por suposto envolvimento no esquema da Petrobras. De acordo com a acusação, o deputado recebeu ao menos US$ 5 milhões em propina.

Na semana passada, um manifesto com a assinatura de 35 deputados já pedia a saída de Cunha. O documento afirmava que, “com a denúncia do MP, a situação torna-se insustentável para o deputado, que já demonstrou utilizar o poder derivado do cargo em sua própria defesa”.

Cunha nega as acusações de envolvimento com corrupção, acusa o governo de promover um ‘acordão’ com Janot para prejudicá-lo e assegurou que não deixará o cargo. “Renúncia e covardia não fazem parte do meu vocabulário e nunca farão”, discursou o deputado, ao comentar a denúncia, no último dia 21.

 

Fonte: Brasil 247

Deixe um comentário