Para PT, tucanos “distorcem e manipulam” fatos

Por Mario Coelho – congressoemfoco.com.br

O líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), rebateu nesta quinta-feira (24) as declarações de tucanos sobre o pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff confirmando a redução das tarifas de energia elétrica. Em nota, o petista afirmou que os integrantes da oposição “distorcem e manipulam” os fatos e partem para “palavreado tosco e primário”.

 

Oposição critica pronunciamento de Dilma sobre conta de luz

“Dilma tem o que mostrar, ao passo que o PSDB nos oito anos em que esteve à frente do governo federal deixou como legado a façanha de quebrar o país três vezes e provocar um apagão de mais de um ano, levando o Brasil de volta à era das lamparinas”, disparou Guimarães na nota distribuída no início da noite. Segundo o petista, o país “transformou-se profundamente” nos últimos dez anos.

Ontem, em pronunciamento em rede de rádio e televisão, Dilma anunciou redução maior da conta de luz. Ela aproveitou para criticar quem duvidou da diminuição das tarifas e as suas “previsões fracassadas”. Os novos valores passaram a valer hoje. De acordo com a presidenta, vai baixar 18% para o consumidor doméstico e até 32% para a indústria, a agricultura, o comércio e serviços.

Dilma dispara contra oposição em pronunciamento

A divulgação da nota por Guimarães foi motivada pelas declarações de Sérgio Guerra. Hoje, o tucano fez críticas, também por nota, ao pronunciamento de Dilma feito ontem. “A nota do PSDB divulgada nesta quinta-feira (24) mostra claramente que faltam à oposição propostas para o país e sobra a surrada opção de distorcer e manipular os fatos. Antidemocrático é censurar a palavra da presidenta sobre as conquistas de seu governo e querer estabelecer inclusive o cenário e quando ela deve falar à Nação”, afirmou.

Leia a íntegra da nota do PT:

Sem propostas, PSDB parte para a um palavreado tosco e primário

A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados comemora, junto com o povo brasileiro, o pronunciamento feito pela presidenta Dilma Rousseff sobre a inédita redução das contas de luz para consumidores residenciais e industriais. A conquista histórica foi aprovada no final do ano passado pelo Congresso Nacional, a despeito da oposição do PSDB/DEM. O Brasil inteiro pôde ver que rejeitaram as condições do acordo proposto pelo governo para redução da tarifa as companhias energéticas Cesp (São Paulo), Cemig (Minas Gerais), Copel (Paraná), todas de estados governados pelo PSDB.

Prevaleceu, ao final, o interesse maior da população brasileira, com a adoção de um modelo que preserva os investimentos no setor elétrico, ajuda a combater a inflação e estimula o setor produtivo num momento de turbulência da economia mundial. O pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff, levado ao ar em cadeia nacional de rádio e televisão na quarta-feira (23), levou ao conhecimento dos brasileiros a importância da redução das tarifas para os interesses nacionais.

Dilma tem o que mostrar, ao passo que o PSDB nos oito anos em que esteve à frente do governo federal deixou como legado a façanha de quebrar o país três vezes e provocar um apagão de mais de um ano, levando o Brasil de volta à era das lamparinas. Nos últimos dez anos, com o PT e aliados, nosso pais transformou-se profundamente, com crescimento e justiça social. No setor elétrico, além de reduzirmos as tarifas, refizemos o modelo e afastamos de vez o perigo da repetição dos apagões da era tucana.

A nota do PSDB divulgada nesta quinta-feira (24) mostra claramente que faltam à oposição propostas para o país e sobra a surrada opção de distorcer e manipular os fatos. Antidemocrático é censurar a palavra da presidenta sobre as conquistas de seu governo e querer estabelecer inclusive o cenário e quando ela deve falar à Nação.

Em verdade, os tucanos mais uma vez entraram num beco sem saída. Resolveram assumir uma posição dura contra a redução das tarifas de energia elétrica, talvez supondo que conseguiriam derrotar a proposta do governo. Talvez o episódio sirva para reorientar a eterna campanha eleitoral dos tucanos. Com um pouco mais de atenção eles terminarão percebendo que a tática de se posicionar contra a redução das tarifas de energia elétrica seja contraproducente. Essa não seria a primeira vez. Os tucanos já foram contra o programa bolsa família, a redução dos juros e o Pró-Uni, dentre outras iniciativas que tem transformado positivamente o Brasil, nos últimos dez anos. Essa é a diferença entre nós e eles!

Deputado José Guimarães-PT/CE Líder da Bancada na Câmara

Deixe um comentário