Para PT e PCdoB José Alencar unifica a centro-esquerda em Minas Gerais

Fonte: vermelho.org.br

Partindo do pressuposto de que a candidatura do vice-presidente José Alencar (PRB) ao governo de Minas é a única capaz de unificar a base do campo centro-esquerda, a presidente do PCdoB/MG, deputada federal Jô Moraes, e o presidente do PT/MG, deputado federal Reginaldo Lopes deflagraram hoje (5) as conversações com vista à aliança nas eleições majoritária e proporcional de outubro próximo.
Pedro Leão

José Alencar é consenso para presidentes do PT, Reginaldo Lopes, e do PCdoB, Jô Moraes
Num encontro na sede do PCdoB, no bairro Floresta, reunindo as comissões políticas das duas legendas os dirigentes ressaltaram as qualidades de Alencar: “Tem profundo conhecimento e identidade com o Estado e sua população, uma preocupação muito grande com o desenvolvimento e crescimento econômico. Além de ser uma figura íntegra, leal e respeitosa, inclusive com os que fazem oposição ao seu projeto”, resumiu Jô Moraes, uma das mentoras da proposta da candidatura de José Alencar, até mesmo para pacificar o campo da base do presidente Lula em Minas.

Embora tivesse intenção de aceitar disputar o Senado, o vice-presidente acenou com a possibilidade de concorrer ao Governo do Estado, sempre dentro da perspectiva de consenso, sem ter de disputar espaço. E os dois outros pré-candidatos do PT ao Palácio da Liberdade, o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, e o ex-prefeito de BH, Fernando Pimentel, também não fazem objeção de abrir mão para Alencar. Pelo menos foi esta a primeira sinalização de ambos.

Plebiscitária

“Acredito que o Alencar será o candidato”, afirmou Reginaldo Lopes, alertando para o fato de o vice-presidente ter filiação honorária no PT. “Portanto tem ainda este simbolismo, é também um candidato do partido”. Caso essa proposta não vingue a alternativa do campo de centro-esquerda deverá ser a de ter dois palanques. Esta é a tese defendida por Reginaldo Lopes com o propósito de “evitar o caráter plebiscitário da candidatura apoiada pelo governador Aécio Neves”. Além de Patrus ou Pimentel a outra candidatura da base de centro-esquerda deverá ser a do ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB).

No encontro Jô Moraes propôs a realização de um seminário conjunto para discutir um projeto para Minas Gerais. Uma das preocupações elencadas pelo vice-presidente José Alencar durante encontro com a direção nacional do PCdoB, no Palácio do Jaburu, na última quinta-feira (4) e no qual Jô esteve presente, foi com os rumos econômicos do Estado. “Ele alertou que Minas é maior do que a mineralogia. Que precisamos alterar esse perfil de exportador de commodities e agregar valor aos produtos de exportação. Ele também está preocupado com os rumos da política econômica nacional, com os juros altos”, disse a deputada.

O deputado estadual Carlin Moura relatou os dois encontros que teve com o vice-presidente José Alencar quinta-feira (04) em Brasília, “tanto na reunião de deputados e dirigentes do PT e do PCdoB ontem pela manhã, quanto no encontro com a direção nacional do PCdoB, Alencar demonstrou disposição em concorrer ao governo do estado, desde que tenha condições de saúde e que seja um nome de consenso da base aliada do governo Lula em Minas”.
Participaram ainda do encontro na sede do PCdoB o deputado federal Miguel Corrêa Júnior (PT), a vereadora Maria Lúcia Scarpelli (PCdoB) e a presidente do PCdoB municipal, Dalva Stela, entre outros dirigentes.

De Belo Horizonte,
Graça Gomes

Deixe um comentário