Oposição entrega nova versão de pedido de impeachment

.
hélio-bicudo_ALSPIntegrantes de movimentos da oposição entregaram ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na manhã desta quinta-feira (17), uma nova versão do pedido de impeachment assinado pelo ex-deputado federal Hélio Bicudo (SP), de 93 anos, militante de direitos humanos e um dos fundadores do PT.

No início desta semana, o presidente da Câmara havia devolvido o pedido de impeachment impetrado por Bicudo na primeira semana de setembro, alegando necessidade de ajustes para atender “requisitos formais” exigidos pelo Regimento Interno da Casa. Nesta quarta-feira (16), Bicudo fez o reconhecimento de firma da peça jurídica, um dos ajustes requeridos pela Câmara. Depois de atender às recomendações feitas por Cunha, o pedido foi aditado e protocolado.

A peça é tida como simbólica e tem apoio de pelo menos 43 entidades contrárias ao governo federal. A solenidade da entrega do pedido de impeachment teve a participação de membros do PSDB, DEM, Solidaridade, PSC, PPS e até do PMDB, mais especificamente dos deputados federais Jarbas Vasconcelos (PE), Lúcio Vieira Lima (BA) e Darcísio Perondi (RS). Alguns deputados empunharam miniaturas do boneco do ex-presidente Lula vestido como presidiário, chamado de “Pixuleco”, e tido com um símbolo das mobilizações de rua realizadas neste segundo semestre.

A peça já era assinada pela advogada Janaína Paschoal e agora, com seu aditamento, também tem como co-autor o jurista Miguel Reale Júnior. “Eu tive que lutar contra a ditadura dos fuzis e agora estou lutando contra a ditadura da propina”, afirmou Reale Júnior. “Hoje é um dia marcante. Um dia de grandes mudanças. A partir de agora, nós precisamos caminhar para o novo”, afirmou a filha de Bicudo, Maria Lúcia Bicudo, que representou o pai na solenidade.

Durante a entrega, integrantes de movimentos anti-Dilma como o Brasil Livre e o Vem Pra Rua pediram ao presidente da Câmara celeridade à análise deste novo pedido. “O melhor momento [de analisar o pedido de impeachment] é o mais rápido possível. O país cansou de sangrar”, disse o presidente do MBL, o blogueiro Fernando “Holiday” Silva. “O povo pobre nunca foi tão enganado ou tão roubado por um partido e um político”, complementou Silva em referência ao PT e ao ex-presidente Lula.

O pedido de impeachment acusa a presidente de ter cometido crime de responsabilidade tanto pelos fatos relacionados à Operação Lava Jato, quanto pelo atraso proposital de recursos de programas sociais aos bancos públicos, o que tem sido chamado de “pedalada fiscal”.

 

Por Wilson Lima da Agência Brasil

Deixe um comentário

Um comentário para “Oposição entrega nova versão de pedido de impeachment”

  1. ⇒ João Cirino Gomes disse:

    Fora com todos os 90% dos partidos que se aliaram ao PT em troca de cargos e benefícios, e com seus candidatos, que ajudaram eleger candidatos do PT, ajudaram fortalecer o PT e o comunismo. E agora estão pagando pelegos para distorcer e acobertar estas informações do seus eleitores leigos que foram ludibriados! E muitos desinformados passam o dia idolatrando estes políticos falsos e descarados!

    Estes também ajudaram criar o monstro que esta destruindo a pátria e sugando a Nação!

    E agora pedem impeachment da Dilma, na intenção de se passarem por santinhos, e se fazer de oposição.

    A intenção é acalmar a revolta popular, não devolverem os valores que surrupiaram; não perderem suas varias e injustas aposentadorias, os vários cargos que exercem ao mesmo tempo e as mordomias.

    Descarados e embusteiros é o que são!
    Pois com o impeachment nada muda!

    Se a casa esta repleta de ratos, que resolvera retirar apenas uma ratazana, que depois pode voltar para nos roubar como ocorreu com Color de Melo?
    Depois do impeachment que pode mudar?

    Nada, pois nenhum corrupto devolve os valores surrupiados, e nós a população vamos continuar passando pelas mais diversificadas necessidades, e pagando as maiores taxas tributarias do planeta, para bancar os salários e as mordomias principescas destes embusteiros!

    Nenhum político esta apoiando a intervenção, isso não lhes diz nada?

    Todos os políticos sabem; que os militares não serão coniventes com os embustes, com as leis e emendas que criaram, para se beneficiarem, oprimir e extorquir o cidadão, e explorar a Nação!

    Acordem; ou intervenção, ou tudo continuara na mesma!