Brasil  

Operação Lava-Jato expõe romance entre deputado e doleiro

.

timthA Operação Lava-Jato vem levantando polêmicas a respeito da má gestão da Petrobrás, sobretudo quanto à compra da refinaria de Pasadena, um capítulo que a estatal luta para esclarecer.  No último fim de semana, porém, um “detalhe” publicado na revista Época pelo colunista Felipe Patury, ganhou atenção especial da mídia.

Trata-se de uma carinhosa troca de mensagens eletrônicas entre o doleiro Alberto Youssef e o deputado Luiz Argôlo (SDD-BA), interceptada pela Polícia Federal em 28 de fevereiro, às 8h33:

Argôlo: Bom dia.
Youssef: Bom dia.
Argôlo: Você sabe que tenho um carinho por vc e é muito especial.
Youssef: Eu idem.
Argôlo: Queria ter falado isso ontem. Acabei não falando. Te amo.
Youssef: Eu amo você também. Muitoooooooooo<3
Argôlo: Sinto isso. E aí já melhorou?? Melhorou???
Argôlo: Por favor me diga alguma coisa.

As demonstrações explícitas de afeto compõem o relatório da operação e devem ajudar a esclarecer a complexa teia de relações do esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas liderado pelo doleiro. O esquema pode ter movimentado cerca de R$ 10 bilhões.

 

 

Deixe um comentário