O Sol tem uma irmã

.
Fonte: Opinião e Noticias

.
Nossos mais duradouros e enraizados mitos sempre estiveram relacionados ao Sol, justamente porque nós, seres humanos, giramos em torno dele. Essa esfera distante de gás tem sido, para nós, o calor e a luz da própria vida. A novidade é que, segundo a Universidade do Texas (Austin), esse astro tão importante não é único. Conforme estudo que será publicado nas páginas do The Astrophysical Journal, o Sol tem uma irmã, uma estrela que provavelmente foi originada a partir da mesma nuvem de gás e poeira que o constituiu.

Denominada HD 162826, a irmã já identificada tem 15% mais massa que o Sol e está situada a 110 anos-luz de distância da Terra (na constelação de Hércules). Não é possível visualizá-la a olho nú, sendo necessária a utilização de binóculos de baixa potência. A HD 162826 está relativamente próxima à estrela de Vega.

A descoberta foi feita por uma equipe de pesquisadores liderada pelo astrônomo da Universidade do Texas Ivan Ramirez, com a ajuda de vários grupos ao redor do mundo. Os cientistas adotaram uma combinação de  espectroscopia (levantamento e análise de dados físico-químicos) e informações sobre órbitas das estrelas. O grupo conseguiu criar uma lista com possíveis candidatas a irmãs do Sol, com 30 estrelas.

Cruzando os dados do Observatório McDonalds (Texas) e do Observatório de Las Campanas (Chile) foi possível identificar que apenas uma delas tinha a mesma combinação química do Sol.

Os estudos em torno da HD 162826 vêm sendo elaborados há 15 anos, de modo que o sistema solar da estrela já foi bastante explorado pelos cientistas. “Já sabemos que ela não tem um Jupiter escaldante (planeta que orbita muito próximo à própria estrela).” No entanto, pode apresentar outros planetas semelhantes à Terra e por isso “há uma pequena chance” desses astros abrigarem vida, explica Ramirez.

Ainda de acordo com o pesquisador, a “irmã do Sol” não está sozinha. Devem existir outras vagando pelo espaço a distâncias ainda maiores. “A ideia é que o Sol nasceu de um aglomerado com mil ou cem mil estrelas”, disse Ramirez. Esse grupo se formou há mais de 4,5 bilhões de anos. “Poucas, como HD 162826, ainda estão nas proximidades”, conta. ”Outras estão muito mais longe.”

 

Deixe um comentário