O ex-chefe do FMI, Strauss-Kahn, está prestes a ser inocentado

O caso Dominique Strauss-Kahn está prestes a sofrer uma reviravolta. Segundo promotores de Nova York, a camareira que acusa o ex-chefe do FMI de agressão sexual mente reiteradamente, e foram descobertas evidências de que ela recebeu dinheiro para incriminar um dos homens mais poderosos do mundo.

Deixe um comentário