Brasil  

No Twitter, Romário ataca reunião da CBF: ‘todos obedecendo’

O deputado federal Romário mais uma vez movimentou seu Twitter nesta quinta-feira com um discurso crítico. Desta vez, o ex-camisa 11 dirigiu seus comentários à assembleia que votou a Lei Geral da Copa na terça-feira, e que terá que ser realizada novamente na próxima semana.

Na quarta-feira, em reunião extraordinária, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda debateu a permanência de Ricardo Teixeira na presidência, bem como sua possível sucessão.

No Twitter, Romário demonstrou inconformismo com o resultado dos debates. “Na assembleia da CBF ontem (quarta-feira), nada de novo. Quem mandava, continuará mandando. E todos obedecendo”, postou Romário.

“Definitivamente, a dúvida não existe mais. Segundo o presidente da Federação Carioca (Ferj, Rubens Lopes), a partir do momento que o presidente Ricardo Teixeira renunciar, assumirá o primeiro vice que tiver mais idade – que é José Maria Marin”, completou.

José Maria Marin, 79 anos, é o vice-presidente da CBF para o Sudeste e considerado aliado de Marco Polo del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol – este, por sua vez, um aliado de Teixeira.

Do outro lado, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Pará formam o considerado “bloco de rebeldes” na sucessão da CBF. Marin ficou marcado por um episódio na final da Copa São Paulo de 2012, entre Corinthians e Fluminense, na qual os paulistas levaram o título.

“(José Maria Marin) é aquele senhor que furtou a medalha do goleiro dos juniores do Corinthians na Taça São Paulo”, afirmou Romário. “Parece piada, galera, mas isso é verdade.”

Romário ainda lembrou os próximos investimentos que o Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014 receberá para realizar o evento no Brasil. E apesar do tom de desconfiança em torno do destino das verbas, o deputado mostrou confiança em dois dos escolhidos pelo COL para ajudar a gerenciar a programação: os também ex-jogadores Ronaldo e Bebeto.

“Eu sei que todos vocês sabem, ou melhor, todos nós sabemos, que vai entrar R$ 940 milhões nos cofres do COL até o término da Copa do Mundo. Segundo o próprio presidente da CBF e executivo do COL, esse dinheiro não ficará em posse do COL.

Ele inclusive declarou o que realmente irá fazer com o dinheiro, mas nesse exato momento não me lembro exatamente”, publicou Romário, que foi além e isentou os ex-companheiros.

“Só um parêntese: os executivos do COL são Ricardo Teixeira, Ronaldo e Bebeto. Os dois últimos são ex-companheiros, pessoas sérias, que respeito muito e tenho grande apreço pelos profissionais que foram e pelos homens que são.

Como tenho certeza absoluta que não farão nada de errado, não me preocuparei nunca com eles. Até porque eles me conhecem bem”, completou Romário, prometendo “fiscalizar real por real” dos investimentos na Copa.

Fonte: votebrasil.com

Deixe um comentário