No Brasil justiça é isso!

.
Por Claudio Schamis
.
Quem mora na cidade do Rio de Janeiro foi obrigado a enfrentar por alguns dias a greve dos garis da Comlurb. Os garis queriam 40% de aumento, fora um reajuste do vale alimentação, de R$ 20,00 para R$ 27,00. Pois sim. Ficamos entregues às baratas, desta vez literalmente.

Não é um absurdo isso? Um aumento de 40%? Onde eles pensam que estão? Quem eles pensam que são? Será que eles não veem que o país está em crise? Que o dólar está alto? Como diria o ex-presidente Lula, se fosse presidente, e como já falou quando presidente quando trabalhadores das montadoras queriam aumento, agora é hora do sacrifício. E que todos os trabalhadores devem assumir uma parcela desse sacrifício. Já Dilma não fala nada, mas deve pensar assim também. E que Deus irá recompensá-los quando baterem à porta do Paraíso. Tipo, vocês fizeram a sua parte. Obrigado e beijinho no ombro.

Acabou que tiveram que aceitar 8% de aumento e mantiveram o vale alimentação em R$ 20,00. Bonito isso, né?

O senso de justiça deles é esse. Sacrifício só para os pobres e oprimidos, para a classe trabalhadora, para quem cata o lixo também produzido por eles, para os professores, médicos.

Alguém me belisca, me estapeie, para ver se eu saio do transe. Que justiça de porcaria é essa? Como será que eles levantam todos os dias para trabalhar? Por que o sacrifício não pode ser de todos? Seria mais bonito. Porém nem tão justo. Que conta é essa que eles fazem que, para aumentar salários de deputados, senadores, ministros, presidente, sempre se dá um jeito, mas quando o aumento é para as classes menos favorecidas, ou seja, para a grande maioria do resto, existe um problema de caixa, a conta não vai fechar. Não há dinheiro. Mas nós sabemos que há. Só que não para nós. Nunca para nós. Para nós uma esmola e olhe lá. São até capazes de pedir troco.

diastofoli-300x146Não dá para engolir que uma diária para um ministro do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça e alguns outros, seja de R$ 1.125,43. Eu disse que isso era a DIÁRIA. Não é um valor mensal para ajudar com o custo do ministro para pagar por suas despesas de hospedagem, deslocamentos e alimentação. Pelo amor de Deus, isso é mais do que um salário mínimo que deve durar um mês para um reles mortal. Ai, ai, ai se você não conseguir pagar suas contas e sobreviver. Não que eles não sejam mortais. Eles morrem também, mas com seus estômagos recheados de salmão, caviar, um bom vinho.

É triste. É cruel. É vergonhoso isso.

E isso tudo no meio do furacão em que se encontra a nossa economia.

E depois eles não sabem o motivo das contas do governo terem o maior rombo desde 1997.

Eles gastam. Eles roubam. E… nada. Basta, né? Chega. Já deu.

Tá na hora de vislumbramos o futuro e nos próximos quatro anos tentar mudar o rumo dessa prosa, tentar mudar o rumo do barco. Temos que começar a trabalhar ontem. Se você acha que 2018 está longe, experimenta dormir um pouco, você pode ter uma desagradável visão quando acordar. Que vem com barba e sem um dedo. E é justamente dessa visão que temos de nos livrar.

P.S.: Que bom que a minha diarista não viu esse aumento. Ela foi até modesta e pediu, quer dizer, disse que estava aumentando tipo 5%. Dormi aliviado.

E falando ainda em justiça…

O primeiro passo errado já foi dado. A aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos.

Se o nosso Congresso e nosso Senado forem omissos, coniventes, inconsequentes, e aprovarem esse absurdo, estarão assinando a sentença de morte de várias crianças.

cadeia2-300x200Se você acha que um “adulto” de 18 anos sabe das coisas, está enganado. Hoje o rapaz de 18 anos é tão criança quanto um de 16 em questão de maturidade. E com isso vocês farão com que comecem a recrutar crianças de 10, 12, 15 anos. Se é isso que vocês querem, parabéns, poderão conseguir.

Até porque assim vocês poupam a própria incompetência. Assim vocês atendem ao apelo de parte da população, que está farta de assassinatos, assaltos, roubos feitos por menores de idade. E ficam bem na foto e iludem essa parcela que vai achar que vocês fizeram o correto.

Ledo engano de vocês.

O governo deveria sim priorizar programas sociais, escolas com um melhor ensino, mais oportunidades de trabalho. Para vocês é mais fácil e mais barato prender um garoto de 16 anos que roubou um cordão, um celular, e jogá-lo dentro do nosso precário sistema penitenciário que sofre com superlotação fora do comum e que vai servir não de reparador daquela pessoa e sim de pós-graduação para o crime.

É muito mais fácil formar do que reparar. Se você abre a oportunidade de inserir o jovem dentro da sociedade, por qual razão ele iria debandar para o crime? Tenham foco. O foco é outro. O foco é mais complexo, mais difícil, mais custoso, mas mais benéfico para todos. Menos para vocês mesmos.

Não existe diferença do garoto que rouba um celular do político que desvia bilhões. A única distinção é que um usa terno e gravata, fala bonito – nem sempre – e o outro um chinelo e um short. E o que é pior, o que desvia bilhões está contribuindo também para que esse menor cometa esse tipo de delito. E o de terno e gravata às vezes nem para a cadeia vai. Quando vai ou ela é domiciliar, ou é afastada da faculdade do crime que está enraizada em todas as cadeias do Brasil.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambientes fechados.

Deixe um comentário