“Não me baseio em matéria de jornal”, diz Dilma Rousseff sobre Roseana Sarney

Redação Portal IMPRENSA

A candidata à presidência Dilma Rousseff (PT) afirmou que não poderá comentar reportagem sobre operações financeiras envolvendo a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e seu marido, Jorge Murad, baseada apenas no que foi noticiado pela mídia.

A matéria, publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo no último domingo (15), falava sobre uma simulação de empréstimo no valor de R$ 4,5 milhões para que o casal pudesse resgatar R$ 1,5 milhão depositado no exterior. O Estadão teve acesso a documentos do Banco Santos, como um relatório confidencial e memorando interno, que detalham a operação que teria sido intermediada pela instituição.

De acordo com o portal Terra, Dilma declarou que é importante para o Brasil que os casos de corrupção sejam noticiados, e que nunca “se combateu tanto a lavagem de dinheiro” como atualmente. “Antes, não tínhamos uma política sistemática (de lavagem de dinheiro). (Sobre o caso envolvendo a governadora) não me baseio em matéria de jornal”, disse a presidenciável.

Dilma informou, ainda, que pretende continuar com a parceria entre a Polícia Federal e o Conselho de Atividades Financeiras (Coaf) para manter investigações de lavagem de dinheiro que não estão “baseadas em escândalos”.

Sobre a reportagem do Estadão, Roseana e o marido, por meio do advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, negaram conhecer a operação financeira no exterior. Segundo Castro, o empréstimo foi obtido de forma regular e já foi quitado.

A peemedebista é candidata à reeleição e apoia a candidatura de Dilma à presidência da República.

Deixe um comentário