Mulher de Cachoeira fala sobre relacionamento com suplente de Demóstenes

O primeiro suplente do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), o empresário Wilder Pedro de Morais, teve contatos frequentes com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, a exemplo do titular do mandato no Senado.

Se Demóstenes se licenciar ou renunciar ao cargo, Wilder é o primeiro substituto natural do posto. A exemplo do senador, o suplente sabe bem sobre os negócios de Cachoeira.

O bicheiro participou de jantares promovidos pelo empresário em sua casa. Foi num desses encontros que Cachoeira conheceu a mulher de Wilder, Andressa Alves Mendonça, como ela conta em entrevista ao Correio. Depois de Wilder e Andressa se separarem, ela passou a viver com o bicheiro.

O relacionamento dura oito meses. “O Wilder ofereceu um jantar uma vez. E alguém levou o Carlinhos até esse jantar. Depois, me separei, e fiquei muito próxima ao Carlinhos”, afirma Andressa.

Foi o próprio Demóstenes que expôs esse aspecto da vida pessoal de seu suplente, em entrevista ao Correio publicada em 4 de março. Reportagem do jornal revelou que o senador foi flagrado em 298 conversas telefônicas entre fevereiro e agosto de 2011, como mostram as degravações da Polícia Federal (PF) para a Operação Monte Carlo.

“A mulher do meu suplente o deixou e passou a viver com Cachoeira. Eu e minha mulher tivemos de resolver esse problema. Por isso houve tantas ligações e encontros”, justificou Demóstenes, na ocasião.

Deixe um comentário