Brasil  

Mujica: ‘Lula jamais falou em mensalão comigo’

.
Do Congresso em Foco
.
Lula-e-Mujica1O ex-presidente do Uruguai, José Mujica, finalmente esclareceu o disse-me-disse gerado por reportagem do jornal O Globo de ontem (sexta, 8) sobre livro lançado no país vizinho, com relatos do próprio Mujica sobre sua gestão (2010-2015). O jornal fluminense destacou trecho dos relatos, pinçado em meio a cem horas de entrevista a jornalistas uruguaios, sobre a “confissão” de Lula sobre o mensalão ao ex-chefe de Estado, em que o brasileiro disse que aquela era “a única forma de governar o Brasil”. Hoje (sábado, 9), em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Mujica diz que jamais falou sobre o assunto com o colega.

“Lula jamais falou em mensalão nas conversas comigo. Uma vez me disse que, por ter uma minoria parlamentar, o chantageavam. Se os jornalistas escreveram isso, é por conta deles. Aliás, nunca falei com nenhum presidente ou com qualquer brasileiro sobre mensalão. E olha que já falei com muitos brasileiros”, assegurou Mujica, em entrevista ao correspondente no Uruguai Rodrigo Cavalheiro. “Ele me falou das pressões e das chantagens, pedidos ou exigências de governos e políticos locais para dar os votos de que o governo precisava, em certa medida. Mas nada de dinheiro ou de corrupção.”

Ontem (sexta, 8), horas depois da notícia impressa em O Globo, o portal G1 publicou outra entrevista sobre o assunto, com um dos autores do livro (Uma ovelha negra no poder, de Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz), e a versão de que Lula havia falado sobre mensalão com Mujica começava a cair. Ato contínuo, Lula, por meio de seu instituto, apressou-se em mostrar o “desmentido” do jornal por um veículo do mesmo grupo, as Organizações Globo.

Capa de “Uma ovelha negra no poder”

O portal perguntou aos jornalistas uruguaios se, ao falar sobre “a única forma de governar o Brasil”, Lula teria se referido especificamente ao mensalão. “Não. Lula estava falando sobre as ‘coisas imorais’ [praticadas durante seu mandato] e não sobre o mensalão. O que Lula transmitiu ao Mujica foi que é difícil governar o Brasil sem conviver com chantagens e ‘coisas imorais’”, respondeu Andrés Danza, um dos autores do livro, por e-mail.

Na entrevista ao Estadão, Mujica sai em defesa de Lula, a quem tem como inspiração na política, e também da presidenta Dilma Rousseff. “Vejo Lula como um capitão político da América. Tenho 80 anos e me atreveria a dizer que é o maior presidente que o Brasil já teve. […] Ela está enfrentando meios muito poderosos. Mas pelo passado de Dilma, a essa altura da vida, ela não tem o perfil de uma pessoa corruptível”, diz o uruguaio.

Leia a íntegra da entrevista com José Mujica

Deixe um comentário