Brasil  

Moro condena André Vargas a 14 anos de prisão

.
images_cms-image-000457482O Juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, considerou o ex-deputado André Vargas culpado de desvios em recursos de publicidade; na sentença, Moro fez referência a um gesto de Vargas contra o ex-ministro Joaquim Barbosa, durante o julgamento da Ação Penal 470; “O parlamentar, como outros e talvez até mais do que outros, tem plena liberdade de manifestação”, escreveu Moro; “Protestar contra o julgamento do Plenário do Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470 é algo, portanto, que pode e poderia ter sido feito por ele ou por qualquer um, muito embora aquela Suprema Corte tenha agido com o costumeiro acerto. Entretanto, retrospectivamente, constata-se que o condenado, ao tempo do gesto, recebia concomitantemente propina em contratos públicos”; segundo o juiz, Vargas teria uma “personalidade não só permeável ao crime, mas também desrespeitosa às instituições da Justiça”

O ex-deputado André Vargas, que foi vice-presidente da Câmara dos Deputados, foi condenado, nesta tarde, a 14 anos e quatro meses de prisão pelo juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato. Moro o considerou culpado de desvios em recursos de publicidade.

Na sentença, Moro fez referência a um gesto de Vargas contra o ex-ministro Joaquim Barbosa, durante o julgamento da Ação Penal 470.

“O parlamentar, como outros e talvez até mais do que outros, tem plena liberdade de manifestação”, escreveu Moro. “Protestar contra o julgamento do Plenário do Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470 é algo, portanto, que pode e poderia ter sido feito por ele ou por qualquer um, muito embora aquela Suprema Corte tenha agido com o costumeiro acerto. Entretanto, retrospectivamente, constata-se que o condenado, ao tempo do gesto, recebia concomitantemente propina em contratos públicos”, prosseguiu.

Segundo o juiz Vargas teria uma “personalidade não só permeável ao crime, mas também desrespeitosa às instituições da Justiça”.

Também foram condenados o publicitário Ricardo Hoffmann 12 anos e dez meses – e o irmão do ex-deputado, Leon Denis Vargas Ilário, 11 anos e quatro meses.

 

Fonte: Brasil 247

Deixe um comentário