Moody’s rebaixa nota da Petrobras para grau especulativo

.
timA agência de classificação de risco Moody’s rebaixou nesta terça-feira, 24, todas as notas de crédito da Petrobras, que passou a ter grau especulativo.

A medida significa que as ações da estatal não são mais consideradas um investimento seguro para os investidores.

A Moody’s rebaixou a nota de risco da dívida da Petrobras de Baa3 para Ba2. Trata-se do terceiro rebaixamento em quatro meses. No último, em janeiro, a agência já havia rebaixado todas as notas da estatal. Também houve corte em outubro do ano passado.

A agência de classificação de risco informou que os rebaixamentos refletem uma preocupação crescente com as investigações de corrupção no âmbito da Operação Lava Jato e pressões de liquidez, que podem resultar em atrasos na entrega de seus resultados financeiros.

De acordo com uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, o governo Dilma Rousseff tentou demover a Moody’s da decisão de rebaixar a nota da Petrobras. O governo teme que o Brasil siga o rastro da estatal e perca o carimbo de bom lugar para investir.

Integrantes do governo afirmam que o rebaixamento da nota da Petrobras não seguiu critérios objetivos e que a situação de caixa da estatal é relativamente “tranquila”.

Deixe um comentário