Miriam Belchior é cotada pelo PT para substituir Antonio Palocci

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

A estratégia do governo é a mesma que foi utilizada pelo partido em 2005, quando Dilma Rousseff assumiu a Casa Civil.
 
A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, é o nome mais cotado dentro do PT para  a eventual substituição do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. Isso porque o Planalto e o partido podem optar por uma “solução técnica” na hora de preencher a vaga do ministro, que está cada vez mais perto de deixar o governo. A solução foi a mesma encontrada pelo ex-presidente Lula em 2005, quando, diante da crise do mensalão, colocou a então ministra das Minas e Energia Dilma Rousseff à frente da Casa Civil.

Outros nomes citados como possíveis substitutos de Palocci são os dos ministros Paulo Bernardo (Planejamento), Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência), Fernando Pimentel (Indústria e Comércio) e Alexandre Padilha (Saúde). Mas, segundo pessoas ligadas ao governo, Miriam poderia ter vantagem sobre eles por conta de seu amplo conhecimento sobre a máquina pública e também pela sua proximidade com a presidenta desde o governo Luiz Inácio Lula da Silva.

Líderes governistas consideram a possível saída de Palocci uma oportunidade para Dilma preencher o cargo com alguém de sua confiança e assegurar um bom relacionamento com o PT em meio à crise. Miriam tem um bom trânsito no partido em São Paulo, e foi casada por dez anos com o prefeito de Santo André Celso Daniel, que foi assassinado em 2002. Além disso, tem um relacionamento próximo com Gilberto Carvalho.

Deixe um comentário